Tag: entrevista

Dra. Priyanka Wali é médica licenciada e comediante de stand up. Sean Hayes NÃO é médico, mas está sempre interessado em histórias. A cada episódio de “HipocondriaAtor”, trazem um novo convidado com algum evento médico inusitado. É o caso do episódio ‘Cat Scratch Fever’ com Robert Downey Jr.

Durante a pandemia, Downey Jr. buscou a segurança dos Hamptons para proteger a família, incluindo seus animais de estimações, principalmente os gatos dos quais é completamente apaixonado.

Os felinos do ator nunca tiveram problemas com pulgas e outras doenças por serem animais domésticos e que não costumam sair de casa. No entanto, os Hamptons são áreas compostas por grandes espaços abertos, lugares ideais para qualquer animal buscar por aventuras. Pouco tempo depois, Dart parecia incomodado e sensível com coceiras.

Após um carinho da parte de Robert, o gato pareceu não apreciar e acabou arranhando e mordendo o ator. No começo, pareceu que o ferimento era apenas superficial. Mas Downey Jr. notou que não estava bem de saúde enquanto andava de caiaque com a esposa Susan Downey.

Inicialmente, o ator desconfiou estar com Covid-19 por conta dos sintomas gripais e da febre alta. Mas Susan alertou para o ferimento que ficava cada vez mais vermelho, inchado e duro.

Depois de ir ao médico, Robert descobriu que estava com a “doença da arranhadura do gato”, uma infecção provocada por bactérias. O tratamento ocorreu por meio de injeções em ambos os braços durante 3 dias. De acordo com o laudo médico, se o problema não tivesse sido tratado a tempo, o ator poderia ter perdido o braço.

Apesar de ser um Podcast voltado para assuntos médicos, Dr. Wali e Sean Hayes não se limitam a área da saúde. Aproveitando a deixa dada por Downey, a dupla dinâmica fez a pergunta que todos nós estamos fazendo desde 2012: e Sherlock Holmes 3?

Podem respirar aliviados! Sherlock não foi cancelado e muito em breve veremos nosso detetive preferido nas telinhas do cinema!

Robert contou que os compromissos com a Marvel e as ocupações de Jude Law com outras franquias atrapalharam os planos para as gravações, e após a pandemia, tudo se tornou ainda mais complexo. Contudo, o projeto está sendo escrito e desenvolvido.

Por agora, toda equipe envolvida em Sherlock Holmes 3 está estudando o momento ideal para o lançamento tão esperado pelo público, e que, apesar dos anos de espera, um intervalo de 10 anos é normal para a continuação de uma franquia.

Com alegria na voz, Downey ainda relevou que sente saudades de atuar ao lado do amigo Jude Law. Por enquanto, só nos resta esperar e torcer para que as agendas da nossa dupla coincidam.

 

Para mais notícias em primeira mão, nos siga nas redes sociais.

# entrevista, filme, Jude Law, notícias, Robert, Robert Downey Jr., sherlock holmes, Sherlock Holmes 3
Após o grande jogo do super bowl desse último domingo, Robert falou sobre a reconstrução da sua carreira, seu legado como Tony Stark e seu futuro projeto da Footprint Coalition.

Na noite anterior (7) Robert Downey Jr. foi o convidado especial de Stephen Colbert na edição especial pós-Super Bowl do The Late Show, onde em conversa descontraída falou abertamente sobre sua carreira e seu grande legado no MCU.

Colbert começou pontuando que Robert iniciou sua carreira com uma chuva de papéis marcantes representando personagens tais como Chaplin, antes de se perder em si mesmo, se referindo ao período em que Robert enfrentou uma fase polemica e conturbada de sua vida.

Robert então afirmou que o seu retorno as grandes telas se deve ao fato de que Hollywood é, em suas palavras, “uma indústria muito indulgente”, e acrescentou dizendo:

“Tive sorte em ser pré-internet com muito do meu mau comportamento, mas acho que sempre tive um pouco de psicologia moral e sempre quis fazer a coisa certa, o que não conta muito, e então eu meio que aceitei de cabeça erguida.”

Também deu crédito a outros atores, (não mencionando nomes) os quais “se limparam” e conseguiram reconstituir suas carreiras:

“Eu odeio dizer isso, é uma coisa bem americana, construir, quebrar e voltar de novo. É tão similar quanto a jornada de um super herói.”

Continuando nesse assunto, Downey também deu mérito ao seu papel na Marvel e a oportunidade que teve de fazer parte desse universo e como isso ajudou com o ressurgimento de sua carreira após o período sombrio que viveu, enfatizando que foi enriquecida por ele se relacionar intimamente com os lados mais sombrios de seu personagem Tony Stark.

” Eu consigo me identificar muito com Tony Stark quando o interpretei… um cara que realmente precisava receber um sacode” “.

Ainda completou dizendo o quanto amou fazer parte disso, falando que interpretar o Homem de Ferro por mais de uma década foi tudo pra ele, uma experiência totalmente inesquecível, onde ele também viu o público envelhecer junto com os mesmos personagens ao longo de todos os filmes durante esse período de mais de 10 anos.

Finalizando a entrevista, Robert então discutiu sobre salvar o mundo na vida real com sua preocupação com o meio ambiente e seus planos com a Footprint Coalition, seu novo projeto que visa soluções criativas e tecnológicas que podem ajudar a solucionar os problemas ecológicos.

 

Fonte

# entrevista, Super Bowl

Em um recente bate papo com Jason Bateman, Will Arnett e Sean Hayes para o podcast SmartLess, Robert Downey Jr revela algumas de suas ambições e hobbies após sua longa jornada como ator.

Robert possui uma filmografia bem extensa e mais de uma década atuando como Tony Stark na Marvel. E neste bate papo no podcast “SmartLess” Downey comenta sobre sua situação na indústria cinematográfica e sobre seus novos interesses.

Jason Bateman inicia a conversa perguntando como está a situação de Robert na Marvel, e de forma bem direta ele responde que está terminado, seus dias na Marvel de fato acabaram.

Sean Hayes pergunta se ele ainda tem esse desejo, essa ambição para ser um ator e se provar mesmo depois de todo seu sucesso.

Eu tenho essa ambição para fazer coisas que eu acho que sei fazer bem mas nunca cheguei a realizar antes. nunca quero perder um trabalho grande, mas eu sempre penso muito antes, e teve esse roteiro que recebi como oferta e fiquei tipo “sabe o que isso é? 47 dias em um trailer, 22 noites trabalhando” e a pergunta se resume muito a “ você ainda está sentindo? “ (desejo em ser ator) e eu nunca estou sentindo até chegar lá. quando a primeira claquete bate, eu acordo.

Sean Hayes ainda questiona o que ele faria se tudo isso acabasse hoje.

Eu ficaria bem. Porque eu tenho muito hobbies e interesse em experimentar coisas novas… Mais que hobbies eu tenho bastante interesses, e coisas que me sinto atraído… mas primeiramente, todos os atores são mentirosos, quando dizem que “ai se tudo acabasse agora estaria bem.” isso é uma mentira.

E se tratando dos hobbies Jason Bateman pergunta qual seria o primeiro hobbie da sua lista que Robert iria se aprofundar mais caso tudo acabasse.

Eu mergulharia ainda mais fundo nas artes marciais e começaria a abrir academias

Robert ainda acrescenta que gostaria de dirigir e roteirizar alguma coisa, e cita que grande parte dessa inspiração vem do filme “Miles Ahead” que foi dirigido, roteirizado e protagonizado pelo Don Cheadle. 

E nas suas listas de interesse, disse que tem se aprofundando muito em tecnologia e como pode ser útil para limpar o meio ambiente (trabalho que está realizando com o footprint coalition).

Robert possui muitas ambições e desejos de realizar novos projetos e parece estar querendo aproveitar uma nova era na sua carreira, vamos aguardar pra ver o que ele trará para nós no decorrer dos próximos anos.

# Entrevistas