• Quem é Robert Downey Jr.?

Nascido na cidade de Nova York em 4 de abril de 1965, Robert John Downey Jr. começou a atuar ainda criança. Ele fez suas primeiras aparições no cinema em It’s You (1983), Quando se Perde a Ilusão (1984), Mulher Nota Mil (1985) e De Volta às Aulas (1986). De 1985 a 86, ele foi um membro regular do elenco do Saturday Night Live, o popular programa de comédia de esquetes da NBC, mas seu crescente sucesso foi prejudicado por anos de luta contra o uso de drogas. Por fim, deu uma reviravolta em sua vida, ganhando espaço na crítica e a aclamação das pessoas. Hoje, ele é considerado um dos atores mais prestigiados de Hollywood.

Robert Downey Jr. é filho do cineasta de vanguarda Robert Downey Sr., mais conhecido pelo filme de 1969 Putney Swope e da atriz Elsie Ford. Downey foi criado em Greenwich Village com sua irmã mais velha, Alison Downey. Robert fez sua estreia no cinema interpretando um cachorrinho no filme de seu pai, Pound (1970). Ele viria a ter pequenos papéis em vários outros filmes de Downey Sr. Aos 10 anos, o ator viveu na Inglaterra e estudou balé clássico como forma de ampliar seu currículo.  Os pais de Downey se divorciaram quando ele tinha apenas 13 anos, e o jovem ator acabou indo morar com o pai em Los Angeles. Ele começou a estudar na Escola Secundária de Santa Mônica, mas desistiu um ano depois. Em vez disso, Downey trabalhou num restaurante e numa loja de sapatos e apareceu em algumas produções do teatro local. Aos 16 anos, no entanto, ele largou o colégio e se mudou novamente, dessa vez para Nova York para morar com sua mãe em busca de uma carreira como ator meio-período. Downey nunca foi um menino quieto.

“Todos o adoravam, mas ele era um terror. Ele nunca estava lá quando você precisava dele, impossível de ir para a cama na hora… pulando pelas paredes!”, diz o ex-conselheiro de Robert na Stagedoor Manor, Todd Graff.

No início da década de 90, Downey havia estabelecido uma reputação como um ator da Lista A de Hollywood e estava sendo muito aclamado pela crítica. Ele ganhou elogios por sua virada cômica como um produtor de novelas astutas em Soapdish – 1991 (Segredos de uma Novela), coestrelado por Sally Field, Kevin Kline e Whoopi Goldberg. Ele foi muito enaltecido por seu papel de destaque em Short Cuts – 1993 (Cenas da Vida), o filme em conjunto de Robert Altman.

  • Rei da Paquera e Abaixo de Zero (The Pickup Artist e Less Than Zero)

O primeiro papel principal de Downey na tela grande foi um charmoso mulherengo em The Pick-up Artist – 1987 (Rei da Paquera), uma comédia romântica co-estrelada por Molly Ringwald, escrita e dirigida por James Toback. Seu desempenho revolucionário veio em 1987 com Less Than Zero – 1987 (Abaixo de Zero), no qual ele co-estrelou com Andrew McCarthy. Downey interpreta um amante de festas e viciado em cocaína, seu personagem é Julian Wells.

  • Filmes aclamados pela crítica – Chaplin, Assassinos por Natureza e Ricardo III

Um dos pontos altos na carreira de Downey ocorreu em 1993, quando ele foi indicado ao Oscar de Melhor Ator por sua atuação em Chaplin (1992), dirigido por Richard Attenborough. No aclamado filme, que foi bem recebido pelo público e pela crítica, Downey agilmente retratou o lendário Charlie Chaplin dos 19 aos 83 anos. O papel exibia seu alcance dramático, bem como seu considerável talento para a comédia. Nessa época, Downey, de

27 anos, passou a ser visto como um dos atores mais talentosos de sua geração, mas também ganhou a reputação de uma figura problemática e polêmica em Hollywood.

Devido ao sucesso de crítica com Chaplin, Downey ancorou um documentário sobre a eleição presidencial de 1992, The Last Party. Em 1994, ele apareceu na comédia romântica Only You (Só Você), bem como no aclamado, mas polêmico, Natural Born Killers (Assassinos por Natureza). No ano seguinte, ele estrelou o filme de época Restoration (O Outro Lado da Nobreza) ao lado de Meg Ryan e Sam Neill; uma versão cinematográfica atualizada de Ricardo III, co-estrelada por Ian McKellen e Annette Bening; e Home for the Holidays (Feriados em Família), dirigido por Jodie Foster, também estrelado por Holly Hunter.

 

  • Televisão – Ally McBeal

Apesar de sua turbulenta vida pessoal no início dos anos 2000, Downey continuou trabalhando. Ele fez uma atuação memorável em Wonder Boys – 2000 (Garotos Incríveis). Além disso, Downey teve a sua estreia na televisão em 2000, tornando-se um membro regular do elenco do popular programa Ally McBeal, estrelado por Calista Flockhart. Com este novo papel, Downey mais uma vez lembrou aos fãs e críticos de seu talento, simpatia e versatilidade. Por este papel, ele ganhou um Globo de Ouro de Melhor Ator Coadjuvante em Série de TV e logo em seguida foi vencedor de um SAG Awards (Screen Actors Guild Awards).

  • Ajuda dos amigos

Uma das pessoas que desempenharam um papel fundamental na virada do ator foi Mel Gibson, com quem Downey co-estrelou em Air America (1990). Gibson ficou ao lado de seu amigo, mesmo quando a vida de Downey estava se desintegrando completamente, e quando Downey não conseguiu algo tão rotineiro como um título de seguro devido a seus problemas anteriores com a lei, Gibson encontrou um trabalho para ele, escalando-o para o filme de 2003 The Detective Cantor. Os dois atores continuam amigos próximos até hoje.

  • Problemas de abuso de substâncias

Infelizmente, o enredo e o personagem soaram especialmente verdadeiros para Downey, que foi apresentado às drogas aos oito anos por seu pai, e desenvolveu o vício completo quando chegou aos 20 anos.

“Até aquele filme, eu usava minhas drogas depois do trabalho e nos fins de semana”, explicou ele mais tarde. “Talvez eu ficasse de ressaca no set, mas não mais do que o dublê. Isso mudou em Less Than Zero. Eu estava interpretando esse viciado e, para mim, o papel era como o fantasma do futuro. O personagem era uma versão de mim mesmo. Então as coisas mudaram e, de certa forma, tornei-me um reflexo do personagem. Isso durou muito mais do que o necessário.”

Uma passagem pela reabilitação aconteceu pouco tempo depois, mas as lutas de Downey com as drogas e o álcool continuaram. No entanto, sua carreira continuou avançando. Se Downey algum dia foi realmente fundamentado em seu novo status de marido e pai, foi de curta duração. Em junho de 1996, o ator foi parado pela polícia após dirigir nu em seu Porsche no Sunset Boulevard, e não apenas estava sem roupas, mas em posse de cocaína, heroína e portando um 357 Magnum (Revólver). Menos de um mês depois, e apenas algumas horas antes de ser acusado, Downey entrou em conflito com a lei novamente depois que foi encontrado desmaiado na casa de um vizinho.

Nos anos seguintes, a vida de Downey teve uma série de erros induzidos pela dependência de drogas e pelas manchetes que mostravam suas consequências. Robert ficou preso por 12 meses e foi para à reabilitação novamente. Em novembro de 2000, Downey foi preso de novo, desta vez em um quarto de hotel em Palm Springs, onde foi encontrado com cocaína e vestindo uma fantasia de Mulher Maravilha. Ele foi acusado por porte ilegal de drogas.

O julgamento de Downey, originalmente marcado para o final de janeiro daquele ano, foi adiado por vários meses enquanto seus advogados negociavam com os promotores. Em março de 2001, os dois lados não conseguiram chegar a um acordo judicial, e o caso foi marcado para uma audiência preliminar no final de abril. Em 24 de abril de 2001, Downey foi preso por estar supostamente sob a influência de um “estimulante” não divulgado.

Depois da segunda prisão em abril de 2001, o contrato de Downey em Ally McBeal chegou ao fim; os produtores decidiram encerrar a produção dos episódios finais da temporada sem o ator. Na mesma época, os advogados chegaram a um acordo com os promotores que exigia que Downey não contestasse as acusações relacionadas à cocaína. Ele foi sentenciado a três anos de liberdade condicional – uma decisão que lhe permitiu continuar o tratamento para drogas em vez de voltar para a prisão.

  • Vida pessoal e Desafios

Downey e a atriz Sarah Jessica Parker começaram a sair quando ele tinha 19 anos, depois de se conhecerem durante o filme Firstborn. Devido ao problema de drogas do ator, a relação foi afetada, terminando 7 anos depois.

 “Eu acreditava que era a pessoa que o mantinha inteiro.”, disse Parker. Depois de se separar de Sarah Jessica Parker, em 1992 conheceu Deborah Falconer e casou-se com ela no mesmo ano e dois anos depois, o casal teve um filho, Indio Falconer Downey. Robert nomeou o amigo e ator Anthony Michael Hall como padrinho do menino. A tensão sobre o seu casamento devido as repetidas idas de Downey a reabilitação e prisão finalmente chegou a um ponto de ruptura. Em 2001, durante a última prisão de Downey e a condenação à uma estadia prolongada na reabilitação, Falconer deixou o marido e levou Indio com ela. Downey e Falconer finalizaram os documentos do divórcio em 26 de abril de 2004.

Em dezembro de 2015, o governador da Califórnia Jerry Brown perdoou Downey pela condenação por drogas de 1996 que o mandou para a prisão por um ano.

  • Casamento com Susan Levin

Em 2003, enquanto filmava Gothika, conheceu a produtora Susan Levin. Downey e Susan secretamente iniciaram um romance durante um tempo, embora ela tivesse rejeitado aos avanços românticos do ator duas vezes. Apesar das preocupações de Susan, que achava que o romance não duraria após a conclusão da gravação porque “ele é um ator, eu tenho um trabalho real”, o relacionamento do casal continuou após a produção de Gothika. Então, na noite antes do trigésimo aniversário de Levin, Downey a propôs em casamento. O casal se casou em 27 de agosto de 2005, em uma cerimônia judaica em Amagansett, New York. Ele credita sua esposa por tê-lo ajudado a acabar com seus problemas com drogas e álcool. “Ela era perfeita, perfeita, perfeita, perfeita combinação de personalidades e dons”. Downey possui uma tatuagem em seu braço esquerdo, onde se lê “Suzie Q”, em homenagem a esposa.

Downey afirma estar livre das drogas desde julho de 2003, graças a sua família, terapia, meditação, programas de recuperação, ioga e a prática obsessiva de Wing Chun Kung Fu – ao mesmo tempo para não pensar em drogas, e para manter sua sanidade como ator. O casal deu as boas-vindas ao seu primeiro filho em 7 de fevereiro de 2012, chamado Exton Elias Downey. Já em 4 de novembro de 2014, Downey e Levin deram as boas-vindas ao seu segundo filho, uma menina chamada Avri Roel Downey.

  • The Futurist – Álbum

Ele marcou sua chegada no mundo da música com seu álbum de estreia, intitulado “The Futurist”, na Sony Classics Label em 23 de novembro de 2004. As oito canções originais do álbum, que Downey escreveu, e seus dois números musicais estreando como covers revelaram sua sensualidade na voz e seus talentos musicais.

  • Ao topo da carreira

Em maio de 2008, Downey alcançou a aclamação da crítica e o sucesso de bilheteria em todo o mundo por seu papel principal em Homem de Ferro (2008), uma representação de Jon Favreau do super-herói dos quadrinhos da Marvel para as telonas. Ele co-estrelou com Gwyneth Paltrow, Jeff Bridges e Terrence Howard. Em agosto de 2008, Downey se juntou a Ben Stiller e Jack Black na comédia Trovão Tropical (2008), e recebeu uma indicação ao Oscar de Melhor Ator Coadjuvante por seu personagem, Kirk Lazarus.

Em dezembro de 2009, Downey deu vida ao detetive mais clássico da literatura britânica e mundial em Sherlock Holmes (2009). O filme, dirigido por Guy Ritchie, co-estrelado por Jude Law e Rachel McAdams deu a Downey um Globo de Ouro de Melhor Ator em Filme – Comédia ou Musical em janeiro de 2010. No início de 2010, Downey voltou a trabalhar com o diretor Jon Favreau e reprisou seu papel como “Tony Stark/Homem de Ferro” na sequência de enorme sucesso, Homem de Ferro 2 (2010), estrelado por Gwyneth Paltrow, Scarlett Johansson, Samuel L. Jackson e Mickey Rourke.

Em seguida, Downey estrelou Um Parto de Viagem (2010), comédia dirigida por Todd Phillips, na qual interpreta o papel de um futuro pai em uma corrida contra o tempo para o nascimento de seu primeiro filho. Um Parto de Viagem (2010), estrelado pela estrela de Se Beber, Não Case! (2009) Zach Galifianakis, foi lançado em novembro de 2010.

 

  • Curiosidades
  • O ator mais bem pago do mundo: Em 2019, Robert Downey Jr. tinha um patrimônio líquido estimado em US$ 300 milhões e é um dos atores mais bem pagos do setor. Foi eleito o ator mais bem pago do mundo por três anos consecutivos
  • Data de nascimento: 04/04/1965
  • Altura: Robert Downey Jr tem 1,74 m de altura
  • Cor dos olhos: Avelã
  • Cor do cabelo: Castanho claro
  • Peso: 78kg (Aproximadamente)
  • Signo: Áries (04/04)
  • Religião: Judaica e Budista
  • Calçado: 42 (Aproximadamente)
  • Ator favorito: Peter O’Toole
  • Data de nascimento: 04/04/1965

Filhos:

  • Indio Falconer Downey (7 de setembro de 1993)
  • Exton Elias Downey (7 de fevereiro de 2012)
  • Avri Roel Downey (4 de novembro de 2014)

Escrito por Larissa Reis | Revisado por: Yasmin Lima