Categoria: Susan Downey

Em material exclusivo, Robert Downey Jr. e Susan Downey contam detalhes de como trabalharam juntos para dar vida a mais nova série da Netflix, diretamente da DC Comics, Sweet Tooth.

Sweet Tooth é uma série diferente ao qual estamos acostumados a assistir na telinha. Após o “The Great Crumble” ter causado grandes estragos no mundo, híbridos começaram a surgir na terra. Mas claro, a mudança não foi bem recebida por muitas pessoas, afinal de contas, nem todos conseguiam se acostumar a ver bebês parte humanos e parte animais, o que rendeu uma nova era de caças no planeta. Depois de dez anos vivendo em segurança na floresta, Gus, um menino-cervo híbrido se torna amigo do errante Jepperd. Juntos, eles partem para uma aventura extraordinária de descobertas e respostas, mas eles não esperavam encontrar tantos aliados e inimigos ao longo do caminho.

Para saber mais sobre esse novo universo, o Robert Downey Jr Brazil traz com EXCLUSIVIDADE um bate-papo com os produtores de Sweet Tooth, Robert Downey Jr. e Susan Downey.

Susan conta que viu as HQS de Sweet Tooth e se interessou pelo modo que Jeff Lemire escreveu e ilustrou. Mas principalmente, se encantou com personagem principal, um híbrido, meio cervo e meio menino, porque ela ainda não havia visto nada parecido. Segundo Susan, ela e Robert teriam o desafio de fazer a jornada da criança em um cenário selvagem, e torná-la algo acessível ao público.

“Os quadrinhos tinham esse escopo e amplitude emocional de narrativa, e os personagens eram tão envolventes.” Disse Robert. “Queríamos proporcionar uma ótima experiência de visualização conjunta para pais e filhos. E eu sei que quando Susan está começando a se envolver com algo, assunto ou personagem, ela simplesmente tem essa habilidade uma vez que ela se encaixa e diz: ‘Estou realmente sentindo isso.’ Ela não vai parar até trazer ele a vida.

Susan elucida que ela e Robert adoram encontrar coisas para assistir com os filhos, como entretenimento que abrange todo o espectro de idade.

Sempre que Robert e eu estamos fazendo algo a partir do material original, temos que descobrir nosso verdadeiro norte, porque você vai ter que mudar as coisas para fazer a história funcionar em um meio diferente, seja fazendo um longa-metragem ou televisão. Mas deve haver uma razão para você ter feito isso em primeiro lugar, e para nós, Gus era aquele norte verdadeiro; o sentimento de esperança que ele dá às pessoas e o otimismo que ele carrega ao longo da história.

Downey Jr. afirma que o mundo de Gus é expansivo e épico, e que atualmente, para algo ter sua atenção, é preciso surpreendê-lo. O ator conta que deseja sentir curiosidade e euforia, mas que ao mesmo tempo a história precisa soar verdadeira e os personagens precisam ser ótimos.

O enredo de Sweet Tooth se inicia quando um vírus cataclísmico muda o mundo para sempre. O que eles não esperavam é que o mundo real vivenciaria algo parecido. Ao serem questionados sobre isso, Susan Downey responde que ao iniciar o desenvolvimento da história, tudo parecia uma ficção exagerada, mas então surgiu a COVID-19, e isso fez com que eles dobrassem o desejo de explorar a esperança.

“Jeff Lemire é vidente, ou tem uma bola de cristal ou um baralho de tarô muito preciso.” Afirmou o ator. “Saindo deste tempo desafiador, acho que este show é um pouco de entretenimento realmente interessante.”

Ao contrário das habituais séries apocalípticas onde os cenários são cinzas, com cidades destruídas e ruínas, Sweet Tooth foi filmado na Nova Zelândia com a “distopia de contos de fadas”, o que significa que tudo foi exuberante, verde e intensificado.

 

 

Para criar esse ambiente digno de conto de fadas, Robert Downey Jr. conta que o produtor Jim Mickle foi a escolha perfeita.

Eu vi Susan lidar com muitas situações e desafios diferentes, mas aquele que você nunca pode superar é a falta de talento artístico de seu pessoal-chave. E o que tornou esse projeto um prazer foi ter alguém que realmente entendeu e teve uma visão para a história, e que foi superapaixonado. Jim foi nossa primeira e mais importante escolha.

Susan afirma que encontrar os produtores certos não foram as únicas preocupações. Eles também precisavam do Gus perfeito e o Christian Convery era a escolha ideal. Gus possui muita positividade, mas também momentos de dor, realidade e amadurecimento ao deixar a floresta e enfrentar situações difíceis. Por isso, encontrar um ator mirim para interpretar diferentes fases não foi fácil, mas Christian acertou em cheio.

“Eu amo esse garoto. Não poderia ter sido ninguém além dele.” Disse Robert. “E eu amo a restrição de Nonzo. Como se costuma dizer, a discrição é a melhor parte do valor. Há tantas vezes em que você fica tipo: ‘Oh, é aqui que começo a ver a pequena rachadura na armadura dele’.”

Ao ser questionada sobre o papel de Stefania LaVie Owen, Susan conta que o Bear e o Animal Army são perfeitamente emblemáticos dos adolescentes de hoje, que estão muito mais por dentro do que está acontecendo no mundo, especialmente em questões ambientais, e realmente enxergam o ativismo como uma forma de ter voz. Robert Downey Jr. completou o argumento ao afirmar que o Animal Army representa um dos maiores temas.

O urso é um adolescente fodão e guerreiro feroz. Ela é uma protetora dos híbridos e uma defensora da preservação do mundo natural. E ela também tem influência e pode exercer seu poder. Eu também acho que tematicamente o Animal Army representa um dos maiores temas ou conflitos, qual seja, como você não se torna o que você está lutando? Desde o segundo em que vi os diários de Stefania LaVie Owen, ela tinha esse espírito e essa ferocidade. Também lançamos uma ampla rede para o Bear, e agora com a internet e tudo, você pode ter inscrições e audições literalmente globalmente. Ela é de Wellington, Nova Zelândia. Ela é um tesouro nacional danado. Estou te dizendo, essa garota é uma estrela.

Susan ainda conta que Stefania tinha uma liderança natural que era indispensável para o papel. “Nós olhamos para um monte de garotas para Bear, e deveria haver essa vulnerabilidade por baixo da superfície, mas você também tinha que acreditar que ela era a líder do Exército Animal.” Explicou Susan. “Stefania tinha isso naturalmente, e quando você a conhece pessoalmente, ela tem uma intensidade e um conhecimento, mas também uma curiosidade real, e ela trouxe tudo isso para a personagem.”

Robert e Susan Downey afirmam que, acima de tudo, esperam que as pessoas se divirtam assistindo Sweet Tooth, e que todos tenham a mesma experiência fantástica que eles tiveram ao lado de Avri e Exton Downey. E que muito possivelmente, alguns espectadores podem se envolver com uma lágrima ou duas.

Para mais informações, nos acompanhe nas redes sociais e acesse: https://bit.ly/3oQS70I 

Sweet Tooth estreia dia 4 de junho na Netflix.

# Entrevistas, notícias, novidades, Seriado, série, Susan Downey, Sweet Tooth, Team Downey
Durante recente entrevista para a revista “The Purist”, Robert e Susan Downey contam detalhes sobre como construíram um verdadeiro santuário sustentável para morar, e a influência que a obra teve na adoção do novo estilo de vida.

Nesta quinta-feira (08/04), a revista online “The Purist” divulgou entrevista que o contribuinte para Arquitetura e Design Alastair Gordon realizou recentemente com Robert e Susan Downey.

Por meio de um bate-papo animado, o casal e co-fundadores da Footprint Coalition, contou que grande parte da inspiração e o envolvimento com a sustentabilidade se deu por conta da propriedade em que eles residem com os dois filhos em Malibu, Califórnia. O local conta com turbinas eólicas de última geração e sistemas de água gerados por energia solar para compensar o consumo de eletricidade. A casa construída em 1970 está se tornando um verdadeiro santuário sustentável e uma grande obra para o novo estilo de vida adotado pela família.

Ao serem questionados sobre a compra do imóvel, Susan Downey responde que a propriedade foi adquirida através de três prestações em 2009 e passou por pequenos reparos com o primeiro designer Robert Clydesdale. Quando a ideia da construção de uma estrutura auxiliar surgiu três anos depois, o designer afirmou que o arquiteto Nicolò Bini era a pessoa certa para aquele trabalho. De acordo com Susan, o casal estava aberto a abraçar uma nova abordagem não convencional.

“Foi uma curva de aprendizado em uma nova arena. Como muitos “projetos apaixonados”, acabou sendo um empreendimento de sete anos.” Afirmou Robert. “Mike Grosswendt é outro herói da história: completando o exterior da concha, todos os interiores, fazendo tudo dentro do orçamento, enquanto atende a todas as aprovações exigidas pela cidade e pela comissão costeira. Ele nunca recusou a ideia de construir dentro de um reino desprovido de ângulos retos.”

O ator também contou que na maioria das vezes fez o que pôde para ficar dentro do orçamento e que buscou se concentrar nas soluções que fossem mais ecológicas e baratas.

Alastair Gordon questionou o modelo de construção inusitado da propriedade e o formado engraçado de cabanas de Hobbit e túmulos de Teletubbies.

“Esse foi realmente um dos truques de equilíbrio” disse Susan. “Como encontrar itens que funcionassem em harmonia com essa estrutura única sem cair na paródia. Nunca dourar o lírio ou fazê-lo parecer a casa de Fred Flintstone.”

Robert Downey Jr. chama a atenção para a tela arquitetônica na porta de entrada. Gordon afirma que tem a impressão de ver elementos de cerâmica cinza e marrom. Susan Downey conta que apesar do cuidado do marido sobre os preços, eles optaram por deixar essa questão um pouco de lado em relação as cerâmicas de fibra e vidro personalizados.

CRÉDITO: ANDREW MACPHERSON PARA A PURIST MAGAZINE EM PARCERIA COM A PEOPLE.

“Frequentemente, você vê uma casa experimental e é tão emocionante do lado de fora, mas depois você vai para dentro e é uma chatice.” Comenta Gordon. “ No seu caso, as escolhas parecem certas: ecléticas, pessoais e de alguma forma em sintonia com a natureza celular do layout interior. Estou pensando naquele sofá de aparência carnívora com estofamento cinza e rosa e acolchoado em formato de nó de dedos na sala de estar, e também nas lâmpadas em forma de cogumelo feitas de tecido translúcido esticado.”

Susan responde que mesmo lutando por uma economia, eles se sentem bem com um pouco de capricho. Com o nível de confiança adquirida no projeto em East Hampton, o casal teve a certeza que poderia brincar com formas e cores malucas que combinariam bem com o espaço.

Atendendo a um pedido pessoal de Robert, uma porta dobrável com um motor de 2 cavalos de potência foi instalada na garagem para que houvesse um espaço flexível, e que funcionasse como uma extensão para a sala de estar.

Susan conta que Downey Jr. queria brincar com diferentes elevações dentro da casa. “Aqui, você desce para aquele espaço que funciona como uma cova familiar.” Afirmou.

Mas nós chamamos isso de escritório de Susan. A parede texturizada é feita de tiras de madeira reciclada.

CRÉDITO: ANDREW MACPHERSON PARA A PURIST MAGAZINE.

Na sala de jogos, os assentos contornados seguem o perímetro oscilante da sala, mas o destaque maior é para o ninho elevado, uma espécie de casulo onde é possível rastejar para dentro e ficar pendurado em um estado de contemplação suspensa.

ROBERT DOWNEY JR. AO LADO DE EXTON E AVRI DOWNEY. CRÉDITO: ANDREW MACPHERSON PARA A PURIST MAGAZINE

Ao voltarem para o lado sustentável, Gordon expande suas dúvidas para os painéis solares que produzem água e as turbinas eólicas. Robert conta que água e ar são extraídos para ter mais economia de energia e evitar desperdícios.

Os hidropanéis de origem extraem água potável limpa e de qualidade premium do ar e os colocamos mortos no meio de uma área de campo aberto, porque queremos que as pessoas se acostumem a ver esses tipos de engenhocas inovadoras à medida que começam a proliferar. As turbinas eólicas de acesso vertical estão vindo da Holanda e serão colocadas onde foram testadas para condições de vento ideais. Eles compensarão uma boa porcentagem da dependência de grade do nosso Binishell.

CRÉDITO: ANDREW MACPHERSON PARA A PURIST MAGAZINE EM PARCERIA COM A REVISTA PEOPLE.

Ao saber sobre a pequena fazenda de animais que cerca a propriedade, Gordon contou que tem uma imagem de Downey Jr. tecendo lã de alpaca e fazendo os próprios suéteres.

“Como o zoológico Dr. Dolittle começou?” perguntou Gordon.

“Em 2010 recebemos duas cabras pigmeus e vários cavalos como presentes, então perguntei a Su se poderíamos adotar quatro alpacas e ela disse.” Respondeu Robert.

Susan rebateu:

Eu disse não, mas que ele interpretou como um sim.

“Então nós temos vacas Galloway com cinto e 26 galinhas. Com o que ela concordou.” O ator continuou. “Não exatamente. Concordei apenas com o resgate das cabras subsequentes depois que as vacas e galinhas chegaram magicamente.” Disse Susan. “Eu, no entanto, concordei com Jasper e Margrit, os coelhos Lionhead.”

Curioso, Gordon questionou qual era a contagem total até o momento, e Downey respondeu:

Antes de contarmos, querida. O veterinário ligou, há seis pavões que precisam de um lar …

Você pode conferir essas e outras fotos em nossas redes sociais, e na nossa galeria disponível no site.

# Destaque, Entrevistas, Footprint Coalition, notícias, novidades, Robert Downey Jr., Susan Downey, Team Downey

A Warner Bros. e a Team Downey , contrataram Tate Taylor para dirigir e Mike Jones para escrever seu projeto , ainda sem título, sobre o USS IndianapolisUSS Indianapolis (CA-35) foi um navio de guerra, tipo cruzador, da Classe Portland, da Marinha dos Estados Unidos da América. O navio teve importante participação na 2ª Guerra Mundial, tendo sido afundado pelo submarino japonês I-58, em 30 de julho de 1945. Dos 1.196 tripulantes, sobreviveram 317.

Susan Downey: “Estamos muito animados sobre a abordagem visual e narrativa única de Tate ao contar essa história complexa que apresenta vários períodos de tempo e muitas perspectivas. Mike é um parceiro qualificado que irá ajudar a pastorear a visão criativa de Tate e estamos empolgados em ter os dois como parte de nossa equipe. “

Robert, Susan e David Gambino estão produzindo e Jon Berg e Nik Mavinkurve estão supervisionando para a Warner Bros. Este projeto tem sido planejado a algum tempo, juntamente com outro que simplesmente contou a história de Indianápolis. O novo roteiro vai começar do zero.

Taylor, que fez sua estréia no cinema em The Help, mais recentemente completou o filme de James Brown: Get On Up. Ele está atualmente  dirigindo um filme com Sandra Bullock chamado Tupperware, e está escrevendo e produzindo In The Heat Of The Night.

Team Downey que já lançou O Juiz e  com Yucatan em desenvolvimento, Pinocchio, Perry Mason, e o terceiro filme da franquia de Sherlock Holmes sob produção juntamente com a Warner Bros.

Fonte

# Robert Downey Jr., Sherlock Holmes 3, Susan Downey, Team Downey