Categoria: homem de ferro

Em um bate papo descontraído, Robert Downey Jr. e Mark Ruffalo relembram momentos na Marvel e falam sobre os novos desafios na carreira.

Robert Downey Jr. e Mark Ruffalo já eram amigos antes de Thanos chegar as nossas vidas. Para ser mais exata, a amizade que tanto amamos começou em 2007, durante as gravações do filme “Zodíaco”.

Segundo Robert, Zodíaco foi a primeira experiência que ele teve com um diretor que faz as coisas a própria maneira, o que trouxe certa dor de cabeça para os atores. Anos depois, eles chegaram na Marvel e ficaram chocados com tamanha sorte, apesar de não saber direito o que os aguardava.

“O que estamos fazendo? Quem é um mago? Quem está vindo do espaço sideral?” Completou Downey. De acordo com Mark, aquele mundo era diferente de tudo o que eles já haviam vivido e que, por vezes, ele se perguntou se era a pessoa certa para estar ali.

Voltando para a atualidade, para Robert, é surreal estar ao lado de Mark depois de anos e com projetos dos quais ambos sentem muito orgulho.

“E então você faz essa parte em ‘Oppenheimer’, e é apenas outro nível. Você quebra tudo. Você se expôs de uma maneira que não precisava. Vemos um personagem total, uma mudança física, uma mudança vocal, um tipo diferente de cara. Nenhum dos maneirismos de qualquer coisa que já vimos antes que você tenha aperfeiçoado e se tornado tão natural para você. Essa disciplina e esse alcance para a próxima coisa são realmente admiráveis ​​e é por isso que sempre admirei você e continuo a admirá-lo.” Afirmou Ruffalo.

Robert conta que trabalhar com Nolan é diferente de outras experiências que ele já vivenciou. Ao contrário de outros trabalhos, havia uma quantidade pequena de pessoas no set, e, particularmente, isso fez com que ele lembrasse de quando era criança e estava no estúdio com Robert Sr. Ao mesmo tempo, Downey sente que nunca trabalhou com um diretor menos crítico e que, a própria maneira, Nolan conseguiu ser o oposto dos diretores que ele estava acostumado a trabalhar.

Do outro lado da moeda, o papel de Lewis Strauss foi desafiador por diversos motivos. Um deles se deve a obsessão de Robert pela guerra fria nos últimos sete anos. Por estar imerso na história, ele já sabia o bastante sobre Strauss e outros personagens recorrentes em Oppenheimer.

“Você tem o Homem de Ferro, Tony Stark, que tem seu próprio estilo, e é tão diferente de Strauss. Como você faz essa transição?” Questionou Mark.

“Só me lembro de dizer: ‘São muitas palavras, são muito específicas e muito importantes’. Então voltei para a primeira vez que tive que fazer uma peça de um ato quando estava no Geva Theatre em Rochester, e pensei, simplesmente saia do livro. Eu obsessivamente entrei em um modo onde se você me acordasse no meio da noite, eu saberia disso. A última vez que eu realmente fiz isso foi para o teste de tela de “Homem de Ferro”, quando havia essas três cenas que eu poderia ter saído do livro em dois dias, mas fiquei louco com elas por dois meses e meio. Desta vez, precisei de três a cinco meses.”

“É transformador. Não vi Robert Downey lá.” Ruffalo continuou. “Você tem a comédia, o movimento. Lembro que toda vez que trabalhamos juntos, você mudava de lá para lá.”

“Bem, quero dizer, na época da Marvel, tudo pode mudar ou estaremos falando com uma bola de tênis.” Robert respondeu. “Você e eu, irmãos da ciência.”

Para completar, Mark recebeu um elogio sincero do amigo de longa década:

“Você parece bastante atraente para mim, caso esteja se perguntando.”

É possível conferir a entrevista completa aqui.

# Avengers, entrevista, Entrevistas, homem de ferro, Iron Man, Mark Ruffalo, notícias, novidades

O primeiro blockbuster da Marvel, “Homem de Ferro”, o sucesso da Disney “A Pequena Sereia” e um clássico da comédia romântica “Quando Harry Conheceu Sally” serão adicionados a lista do National Film Registry.

 

O National Film Registry é uma seleção de filmes escolhidos pela National Film Preservation Board para preservação na Biblioteca do Congresso dos Estados Unidos. E todos os anos, o Librarian of Congress nomeia 25 filmes com pelo menos 10 anos de idade e registrados como “culturalmente, historicamente ou esteticamente” significativos.
O presidente da Marvel Studios, Kevin Feige, diz que está encantado com o fato de “Homem de Ferro”, do diretor Jon Favreau, um filme que popularizou o Universo Cinematográfico da Marvel, ter entrado na lista.

“O Homem de Ferro foi o primeiro filme da Marvel Studios produzido de forma independente”, disse Feige em um comunicado. “Foi o primeiro filme em que tivemos todo o controle criativo e supervisão e foi realmente decisivo para o estúdio.” Ele acrescenta: “Todos os nossos filmes favoritos são aqueles que assistimos repetidamente e com os quais crescemos. E quase 15 anos após o lançamento de ‘Homem de Ferro’, ver que o filme foi incluído no Film Registry, nos diz que ele resistiu ao teste do tempo e que ainda é significativo para o público em todo o mundo.”

Confira os 25 filmes que também foram adicionados à lista

• Mardi Gras Carnival (1898)
• Cab Calloway Home Movies (1948-1951)
• Cyrano de Bergerac (1950)
• Charade (1963)
• Scorpio Rising (1963)
• Behind Every Good Man (1967)
• Titicut Follies (1967)
• Mingus (1968)
• Manzanar (1971)
• Betty T ells Her Story (1972)
• Super Fly (1972)
• Attica (1974)
• Carrie (1976)
• Union Maids (1976)
• Word is Out: Stories of Our Lives (1977)
• Bush Mama (1979)
• The Ballad of Gregorio Cortez (1982)
• Itam Hakim, Hopiit (1984)
• Hairspray (1988)
• The Little Mermaid (1989)
• Tongues Untied (1989)
• When Harry Met Sally (1989)
• House Party (1990)
• Iron Man (2008)
• Pariah (2011)

# homem de ferro, marvel
Trata-se de “Armor Wars”,  série que terá foco na história do coronel Rhodey após os acontecimentos de Vingadores Ultimato.

Don Cheadle, conhecido por interpretar o coronel James Rhodes e responsável pelo Máquina de Combate no MCU, confirmou em uma entrevista para o podcast BroBible que irá aparecer na série ‘Falcão e o Soldado Invernal’ com estreia prevista em 19 de março desse ano (2021), sua participação irá criar uma ponte para a série Armor Wars, onde ele será o protagonista.

Cheadle ainda revelou que a morte do Tony Stark terá um “papel” importante na série, que irá mostrar o legado de Tony e será inspirada em uma história em quadrinhos clássica do Homem de Ferro de 1987 na qual mostra ele indo atrás de diversos vilões que obtiveram partes de sua tecnologia. Entretanto esse papel  poderá ser adaptado pra ser assumido pelo Maquina de Combate.

Armor Wars está prevista para estrear em 2022 no Disney+ ainda sem data confirmada.

BroBible

# homem de ferro, marvel, série, Tony Stark, Vingadores: Ultimato