Categoria: Footprint Coalition

Robert Downey Jr. traz mais um apoio a causas sustentáveis com a Footprint Coalition investindo em uma startup que cria proteínas alternativas a base de vegetais e uma espécie de cogumelo.

 

Uma companhia  trouxe a ideia inusitada de criar bacon feito a partir de planta e um tipo de fungo extraído de um cogumelo que promete trazer o mesmo gosto e textura de um bacon de verdade atraiu vários investidores, incluindo um fundo de financiamento liderado por Robert Downey Jr.

 

Trata-se da Atlast Food Co., uma startup de proteínas alternativas, que já levantou 40 milhões de dolares atráves de diversos investidores, entre eles a Viking Global Investors LP, 40 North e a Footprint Coalition de Robert Downey Jr. O dinheiro ajudará a construir a maior fazenda de micélio aéreo do mundo, um tipo de raiz de cogumelo que é o ingrediente principal dos produtos da Atlast.

 

A empresa é uma das várias startups que procuram  aperfeiçoar alternativas à base de plantas que imitam a textura e o sabor dos chamados cortes integrais, como bifes e  bacon. Replicar o aspecto caramelizado e o centro suculento macio desses cortes é um dos desafios mais difíceis para os produtores de proteínas alternativas que buscam explorar um mercado projetado pra chegar a 290 bilhões de dólares até 2035.

 

“Estamos tentando fazer com que as pessoas que não serão totalmente vegetarianas  escolham isso em vez de bacon”, disse Eben Bayer, diretor executivo da Atlast, em entrevista. “Você não pode ser melhor para o planeta. O Atlast MyEats parece bacon, frita como bacon, ele é crocante na boca, e nós pensamos que tem muito gosto de bacon.” Enquanto muitos produtos proteicos alternativos têm uma longa lista de ingredientes, o MyBacon tem apenas seis: micélio, óleo de coco, açúcar de cana, sal marinho, sabores defumados e suco de beterraba para cor.

 

A Atlast, que começou a vender o bacon através do MyEats em novembro, disse que está trabalhando com grandes marcas para fornecê-lo em escala comercial. Também quer expandir para novos mercados, incluindo Europa e Ásia.

 

FONTE

 

 

 

 

 

# Footprint Coalition
Durante recente entrevista para a revista “The Purist”, Robert e Susan Downey contam detalhes sobre como construíram um verdadeiro santuário sustentável para morar, e a influência que a obra teve na adoção do novo estilo de vida.

Nesta quinta-feira (08/04), a revista online “The Purist” divulgou entrevista que o contribuinte para Arquitetura e Design Alastair Gordon realizou recentemente com Robert e Susan Downey.

Por meio de um bate-papo animado, o casal e co-fundadores da Footprint Coalition, contou que grande parte da inspiração e o envolvimento com a sustentabilidade se deu por conta da propriedade em que eles residem com os dois filhos em Malibu, Califórnia. O local conta com turbinas eólicas de última geração e sistemas de água gerados por energia solar para compensar o consumo de eletricidade. A casa construída em 1970 está se tornando um verdadeiro santuário sustentável e uma grande obra para o novo estilo de vida adotado pela família.

Ao serem questionados sobre a compra do imóvel, Susan Downey responde que a propriedade foi adquirida através de três prestações em 2009 e passou por pequenos reparos com o primeiro designer Robert Clydesdale. Quando a ideia da construção de uma estrutura auxiliar surgiu três anos depois, o designer afirmou que o arquiteto Nicolò Bini era a pessoa certa para aquele trabalho. De acordo com Susan, o casal estava aberto a abraçar uma nova abordagem não convencional.

“Foi uma curva de aprendizado em uma nova arena. Como muitos “projetos apaixonados”, acabou sendo um empreendimento de sete anos.” Afirmou Robert. “Mike Grosswendt é outro herói da história: completando o exterior da concha, todos os interiores, fazendo tudo dentro do orçamento, enquanto atende a todas as aprovações exigidas pela cidade e pela comissão costeira. Ele nunca recusou a ideia de construir dentro de um reino desprovido de ângulos retos.”

O ator também contou que na maioria das vezes fez o que pôde para ficar dentro do orçamento e que buscou se concentrar nas soluções que fossem mais ecológicas e baratas.

Alastair Gordon questionou o modelo de construção inusitado da propriedade e o formado engraçado de cabanas de Hobbit e túmulos de Teletubbies.

“Esse foi realmente um dos truques de equilíbrio” disse Susan. “Como encontrar itens que funcionassem em harmonia com essa estrutura única sem cair na paródia. Nunca dourar o lírio ou fazê-lo parecer a casa de Fred Flintstone.”

Robert Downey Jr. chama a atenção para a tela arquitetônica na porta de entrada. Gordon afirma que tem a impressão de ver elementos de cerâmica cinza e marrom. Susan Downey conta que apesar do cuidado do marido sobre os preços, eles optaram por deixar essa questão um pouco de lado em relação as cerâmicas de fibra e vidro personalizados.

CRÉDITO: ANDREW MACPHERSON PARA A PURIST MAGAZINE EM PARCERIA COM A PEOPLE.

“Frequentemente, você vê uma casa experimental e é tão emocionante do lado de fora, mas depois você vai para dentro e é uma chatice.” Comenta Gordon. “ No seu caso, as escolhas parecem certas: ecléticas, pessoais e de alguma forma em sintonia com a natureza celular do layout interior. Estou pensando naquele sofá de aparência carnívora com estofamento cinza e rosa e acolchoado em formato de nó de dedos na sala de estar, e também nas lâmpadas em forma de cogumelo feitas de tecido translúcido esticado.”

Susan responde que mesmo lutando por uma economia, eles se sentem bem com um pouco de capricho. Com o nível de confiança adquirida no projeto em East Hampton, o casal teve a certeza que poderia brincar com formas e cores malucas que combinariam bem com o espaço.

Atendendo a um pedido pessoal de Robert, uma porta dobrável com um motor de 2 cavalos de potência foi instalada na garagem para que houvesse um espaço flexível, e que funcionasse como uma extensão para a sala de estar.

Susan conta que Downey Jr. queria brincar com diferentes elevações dentro da casa. “Aqui, você desce para aquele espaço que funciona como uma cova familiar.” Afirmou.

Mas nós chamamos isso de escritório de Susan. A parede texturizada é feita de tiras de madeira reciclada.

CRÉDITO: ANDREW MACPHERSON PARA A PURIST MAGAZINE.

Na sala de jogos, os assentos contornados seguem o perímetro oscilante da sala, mas o destaque maior é para o ninho elevado, uma espécie de casulo onde é possível rastejar para dentro e ficar pendurado em um estado de contemplação suspensa.

ROBERT DOWNEY JR. AO LADO DE EXTON E AVRI DOWNEY. CRÉDITO: ANDREW MACPHERSON PARA A PURIST MAGAZINE

Ao voltarem para o lado sustentável, Gordon expande suas dúvidas para os painéis solares que produzem água e as turbinas eólicas. Robert conta que água e ar são extraídos para ter mais economia de energia e evitar desperdícios.

Os hidropanéis de origem extraem água potável limpa e de qualidade premium do ar e os colocamos mortos no meio de uma área de campo aberto, porque queremos que as pessoas se acostumem a ver esses tipos de engenhocas inovadoras à medida que começam a proliferar. As turbinas eólicas de acesso vertical estão vindo da Holanda e serão colocadas onde foram testadas para condições de vento ideais. Eles compensarão uma boa porcentagem da dependência de grade do nosso Binishell.

CRÉDITO: ANDREW MACPHERSON PARA A PURIST MAGAZINE EM PARCERIA COM A REVISTA PEOPLE.

Ao saber sobre a pequena fazenda de animais que cerca a propriedade, Gordon contou que tem uma imagem de Downey Jr. tecendo lã de alpaca e fazendo os próprios suéteres.

“Como o zoológico Dr. Dolittle começou?” perguntou Gordon.

“Em 2010 recebemos duas cabras pigmeus e vários cavalos como presentes, então perguntei a Su se poderíamos adotar quatro alpacas e ela disse.” Respondeu Robert.

Susan rebateu:

Eu disse não, mas que ele interpretou como um sim.

“Então nós temos vacas Galloway com cinto e 26 galinhas. Com o que ela concordou.” O ator continuou. “Não exatamente. Concordei apenas com o resgate das cabras subsequentes depois que as vacas e galinhas chegaram magicamente.” Disse Susan. “Eu, no entanto, concordei com Jasper e Margrit, os coelhos Lionhead.”

Curioso, Gordon questionou qual era a contagem total até o momento, e Downey respondeu:

Antes de contarmos, querida. O veterinário ligou, há seis pavões que precisam de um lar …

Você pode conferir essas e outras fotos em nossas redes sociais, e na nossa galeria disponível no site.

# Destaque, Entrevistas, Footprint Coalition, notícias, novidades, Robert Downey Jr., Susan Downey, Team Downey

Cerca de US$ 180 milhões já foram arrecadados

Empresas apoiadas por Robert Downey Jr. e Bill Gates estão se juntando a investidores como a Amazon e o inventor do iPod Tony Fadell, para investir em uma empresa chamada Turntide Technologies que acredita ter a próxima grande inovação nos esforços mundiais para desacelerar a mudança climática global.

“A tecnologia e a abordagem da Turntide para restaurar nosso planeta reduzirão diretamente o consumo de energia”, disse Steve Levin, o cofundador (junto com Downey Jr.) da FootPrint Coalition.

A operação de edifícios é responsável por 40% das emissões de CO2 em todo o mundo, observou a Turntide em um comunicado. E, de acordo com o Departamento de Energia dos EUA (DOE), um terço da energia usada em edifícios comerciais é desperdiçado. É por isso que os investidores colocaram mais de US $ 100 milhões na Turntide apenas nos últimos seis meses.

É por isso que a Footprint Coalition de Robert Downey Jr, a Breakthrough Energy Ventures de Bill Gates e a empresa de empreendimentos imobiliários e com foco na construção Fifth Wall Ventures, se juntaram ao Amazon Climate Fund, Tony Fadell’s Future Shape, BMW’s iVentures fund e uma série de outros investidores. A empresa arrecadou cerca de US $ 180 milhões em financiamentos.

Via Techcrunch

# Footprint Coalition, Robert Downey Jr.