Autor: Larissa Reis

Com o início das gravações agora em janeiro, a segunda temporada de Perry Mason adiciona 4 novos atores ao elenco e contrata diretor brasileiro

De acordo com o Deadline, Fernando Coimbra (Narcos), Jessica Lowrey (Heels), Marialy Rivas (La Jauría) e Nina Lopez-Corrado (A Million Little Things) foram escolhidos para dirigir os episódios da segunda temporada de Perry Mason da HBO. Cada um dirigirá dois episódios da série, com um total de oito episódios — Coimbra irá dirigir o primeiro e segundo episódio, Lowrey, o terceiro e quarto episódio; Rivas, quinta e sexto episódio e Lopez-Corrado, o sétimo e oitavo episódio.

Além dos novos diretores, mais atores foram adicionados ao elenco da segunda parte da trama do detetive mais famoso dos anos 30. O ator e cineasta Mark O’Brien (História de um Casamento) foi confirmado para estrelar a segunda temporada no papel recorrente de Thomas Milligan. Na série, Thomas é o ambicioso vice-procurador distrital de Los Angeles. Ele é descrito como um personagem agressivo no tribunal.

Outros atores que se juntam a Thomas Milligan são: Sean Astin (Lord of The Rings), Tommy Dewey (Casual), Paul Raci (Sound of Metal) e Jen Tullock (Before you Know It) como regulares na segunda temporada. Astin interpretará Sunny Gryce, um empreendedor dono de uma mercearia, que contrata Perry Mason para trabalhar para ele. Dewey assumirá o papel de Brooks McCutcheon, herdeiro de uma fonte de petróleo. Raci interpretará o pai de Brooks, Lydell McCutcheon, o pioneiro do império do petróleo. Tullock interpretará a roteirista Anita St. Pierre, uma mulher independente que constrói uma vida para si mesma em uma sociedade dirigida por homens.

A segunda temporada de “Perry Mason” segue Perry (Matthew Rhys) e a equipe em sua empresa meses após os eventos da primeira temporada, durante o auge da Grande Depressão. Quando um caso aparentemente aberto e fechado toma conta da cidade de Los Angeles, a busca de justiça e verdade de Perry revela que nem tudo é o que parece.

Robert Downey Jr, Susan Downey e Amanda Burrell são os produtores executivos pela Team Downey.

# HBO Max, notícias, Perry Mason, Robert Downey Jr.

Os produtores Robert Downey Jr e Greg Berlanti, ambos parceiros da Warner, unem forças para criar uma adaptação do Graphic Novel de Samantha Downing.

A nova aposta da HBO Max, streaming de apenas um ano de vida, é o livro de Samantha Downing, For Your Own Good que na tradução literal seria “Para o Seu Próprio Bem”.

Com seu lançamento previsto para julho desse ano, For Your Own Good se passa nos corredores da prestigiosa Belmont Academy na Nova Inglaterra. Situado em meio a admissões da Ivy League, uma competição acirrada pelo cobiçado prêmio de Professor do Ano e planejamento para a construção de uma estátua em memória ao diretor recentemente falecido, o livro explora uma série de envenenamentos e cadáveres que começaram a se acumular na universidade.

Os parceiros da Berlanti Productions, Berlanti e Sarah Schechter, e o chefe de televisão David Madden, serão os produtores executivos da Warner Bros, enquanto Robert Downey Jr., Susan Downey e Amanda Burrell, da Team Downey, serão os produtores executivos do projeto, encomendado pela HBO.

O projeto ainda está a procura de um roteirista e sem previsão de estréia.

The Hollywood Reporter

# For Your Own Good, HBO Max

Confira a crítica do primeiro episódio de Sweet Tooth “Out of the Deep Woods”, diretamente da première online exclusiva que aconteceu na última quarta-feira (02/06)

O RDJBrazil teve a honra de assistir antecipadamente o primeiro episódio da série produzida por Robert Downey Jr e Susan Downey. Dirigida por Jim Mickle, a adaptação possui 8 episódios de uma hora em sua primeira temporada. Sweet Tooth estreia 4 de Junho na Netflix.

  NÃO CONTÉM SPOILER!

Logo no começo do episódio, nos deparamos com uma já conhecida pandemia, nada de coronavírus nas telinhas, mas sim, uma doença chamada Flagelo que surge sem aparente explicação e é extremamente contagiosa. Junto a doença, há um surto de nascidos híbridos, uma mistura de humanos com animais, e de todos os tipos.

Como vimos nos trailers, Gus (Christian Convery) e seu pai (Will Forte) se escondem em uma cabana na floresta para ficar longe dos caçadores e da doença que assola o país. Após uma série de eventos que não podemos contar, Gus sai em busca de uma nova jornada para reencontrar sua mãe no Colorado.

Diferente do que conhecemos dos quadrinhos, a adaptação da Netflix, torna os personagens e o cenário menos assustadores do que a criação de Jeff Lemire. Gus é angelical e doce, um menino com pouco conhecimento do mundo e que tem medo dos humanos.

A série possui a fotografia e uma trilha sonora espetacular, o que torna a experiência ainda mais prazerosa de se acompanhar. Resultando na imersão do espectador para dentro do universo. Um roteiro impecável e sem muitas enrolações, Sweet Tooth te leva direto ao ponto, e o apresentado já no primeiro episódio te faz querer devorar a temporada toda.

(Aliás, você sabe a origem do famoso nome “Sweet Tooth”? em tradução livre e descontraída: “bico doce”). O título vem de uma das características mais cotidianas do pequeno Gus, já que, o personagem é totalmente fascinado por caldas de panquecas! Fofo, não?! Nós também amamos!

Aconchegante, melancólica e para ser vista com o coração, essa é Sweet Tooth!

# Sweet Tooth