Eu chego na sede de quatro andares de Robert Downey Jr. em Venice, Califórnia. Eu usei a palavra “sede” por várias razões. Primeiro, existe um senso de que a Team Downey, sua companhia de produção, está tentando mudar o mundo, ou pelo menos Hollywood. Segundo, é espetacular demais para ser chamado de escritório.

Downey está usando uma camiseta e calção. Ele acabou de sair da academia. É uma mistura de calmo e ousado. Ele me diz que o edifício pertencia a um fotógrafo britânico, e enquanto fizemos nosso caminho pelos quatro andares, passando por vários setores e membros de sua equipe, ele me mostra a sala de jogos de seu filho Exton, que costumava ser “a suíte de playboys onde o fotógrafo levava todos os seus modelos e, em seguida, eles iriam tomar banho no chuveiro de vidro opaco.”

No andar de cima costumava ficar uma piscina, mas agora é um deck com travesseiros e camas para o dia, uma cozinha e uma sala de jantar, onde o chef de Downey, Charles, nos faz lanches maravilhosos, tão saudáveis quanto requintados – abacate, algas, tomates raros. “Você gostou do filme?” Downey pergunta, com um pequeno traço de nervosismo. Eu gostei. Eu ri. Eu chorei. Eu amei a química entre Robert Downey e Robert Duvall. Leia mais