Desde então, muito pouco na carreira de Downey deu errado. É difícil pensar em outro jeito do filme ter uma fortuna tão dramática, certamente, para um ator quarentão: uma enorme sequência de Homem de Ferro (e se assume que o terceiro será igualmente enorme), elogios e sucesso comercial por Tropic Thunder, da mesma forma próspera nas franquias de Sherlock Holmes, os surpreendentes recordes de os Vingadores, todos eles e não apenas com Downey, mas alimentado por ele em seu centro. Tudo o que não funcionou para ele por tanto tempo, agora parecia estar a trabalhar sem esforço, e estes não eram todos os triunfos óbvios. Pense em Sherlock Holmes: Houve realmente muitas boas razões para acreditar que um set montado em Victorian, Inglaterra, com direção de Guy Ritchie iria resultar em nada além de uma bagunçada e mal disciplinada falha de produção. E, no entanto cada filme nessa lista tem sido muito mais bem sucedido do que qualquer outro que ele já havia se envolvido. É, ele admite, “o ponto doce desse tipo de continuidade.”

Eu pergunto se ele tem feito algo melhor para fazer tudo isso acontecer. Ele pensa por um tempo, e quando ele responde, diz que leva à sério.

Nós trabalhamos finais de semana“, diz ele. “Este não é um tipo de ‘trabalhamos de segunda a sexta-feira e, em seguida, vamos à festa em Aspen’. Trabalhamos finais de semana.”

Conversas com Robert Downey Jr. raramente são lineares, e às vezes leva um tempo para perceber como uma coisa pode se relacionar com a outra. Mas eu percebo depois de um tempo que se você continuar com ele, segure firme, e tenha fé, todos os tipos de estranhas sensações podem, eventualmente, acontecer. “Essa é a grande coisa – é como um show de horrores flutuante“, ele me diz em um ponto sobre o mundo do cinema. “Você fica um pouco mais velho e você começa a ver o que está acontecendo nos bastidores da psique coletiva desta indústria ridículo.”

O que você percebe?

Todo mundo é um pouco do mesmo. Sinto muito! Somos todos meio que a mesma coisa.”


O que quer dizer?
Nada me agrada mais do que quando alguém que tinha temor em trabalhar comigo percebe que eu sou apenas um idiota de quem eles estão cansado de conviver no set. Eu adoro esse momento. Gosto quando essa ilusão persistente é esmagada. “


Mas como é que isso se encaixa com algo que você já disse muitas vezes, que você tem que acreditar que você é a pessoa mais talentosa em qualquer conjunto?

Bem, eu tento incutir isso em outras pessoas, mas isso é sobre o que você é até então. Isso para mim é apenas o precursor para se levantar, porque ninguém quer ver alguém lutando com sua própria confiança,  é chato e leva um tempo e você provavelmente não vai chegar lá.”


Mas eu ainda acredito que você pensa que é quase sempre a pessoa mais talentosa de lá.

Sim, mas quer saber? Eu tenho medo que seja apenas uma fita que esteja rodando na minha cabeça, e eu fico realmente feliz que aquilo esteja lá, mas isso não o torna real.


E se você parar a fita por um segundo, o quão talentoso você é?

Ele sorri. “Eu sou provavelmente um dos melhores.”


Esse falando foi você, não a fita?

Isso. Mas não é um grande negócio. Não é como se essa fosse a maior faixa ou geração de atores que já fizeram algo de errado.”


O que você não gosta como ator?

Tudo, eu evito tudo. Eu não gosto de abrir as portas e parecer surpreso. Eu posso fazer todas essas coisas emo, mas eu estou cheio de todos que acham que tem que ter um colapso, todo mundo é emocional o tempo todo. Nos filmes as pessoas parecem ser mais emocionais do que eles jamais seriam se uma situação realmente estava acontecendo com eles.”


Não brinca.

Sim. E o engraçado é: As pessoas engolem isso. Não é que eu sou melhor do que isso ou eu transcendo, é que… eu não sei… uma vez que você está em Amsterdam e você esteve em uma loja de revista e você vê algum título como “Seks Hond”, traduzido literalmente como “sexo cachorro”, pelo qual ele significa “sexo com cachorros” você simplesmente não quer ir mais para essa parte da cidade.”


Espera aí, você acabou de fazer uma comparação agindo um pouco emocional demais.

Aos animais!Sinto muito, mas ambos são estes tipos de coisas grotescas. Eu não quero dizer que elas sejam grotescas, mas eu tenho uma reação a elas. Eu sei que você vai lá e você a faz e dá certo e as pessoas engolem, mas…”


Você está falando de animalismo, eu presumo.

Agora, eu não estou dizendo que não há uma verdadeira conexão entre essas pessoas e seus animais. E que não está triste quando eles vão embora, na manhã seguinte...”

Fonte por Chris Heath, GQ