Depois de um longo (muito longo) tempo sem notícias, Robert nos deu um presentaço! Ele concedeu uma entrevista ENORME a Empire Magazine, contando detalhes do novo Vingadores e fala também sobre Guerra Civil. Vamos conferir:

Você poderia, é claro, chamar o Universo Marvel  de, a ”Casa que Construiu Robert Downey Jr”. Sem Robert Downey Jr. abrindo caminho como Tony Stark em Homem de Ferro lá em 2008, é provável que o MCU teria acabado e morrido muito antes de Avengers: Age Of Ultron que se tornou um ”brilho” nos olhos de Joss Whedon. Portanto, faz sentido que o segundo filme dos Vingadores gire em torno de Stark, com o plano bem-intencionado de Tony para aliviar a pressão sobre seus super-amigos através da criação de Ultron, uma força, digamos, ”policial”, dando errado no final. Quando Ultron praticamente ”imparável” torna-se auto-consciente e declara a humanidade ingrata, é então que Tony, com um sentimento de culpa, terá que enfrentar a sua criação frente a frente. O efeito que isso terá sobre o Stark, será fascinante, uma vez que Downey está prestes a começar a trabalhar em Capitão America: Guerra Civil, que vai colocar o gênio, playboy ,bilionário e filantropo contra Chris Evans, Steve Rogers.

Da última vez que nos falamos, no set, você ainda não tinha trabalhado com o seu velho amigo James Spader nesse filme. Como foi essa experiência?

Ele poderia ter feito isso de forma fácil e em vez disso, ele disse: ”Não, se eu vou fazer isso, eu quero ter a experiência”. Ele tem o seu grande hit show (The Blacklist) e eu sinto que ele só queria um verdadeiro contraponto a isso, queria realmente fazer algo que pode ser extremamente difícil e ingrato. E ainda mais a voz e a personalidade que ele investiu neste vilão icônico, eu achei incrível, mas também era meio bobo. Eu o conheço desde, literalmente, meu primeiro filme em Los Angeles, Tuff Turf e Less Than Zero, e ele tem sido sempre recluso. Então eu não podia falar com ele por uma década, mas ele é um daqueles caras que quando você esta´no telefone ele diz coisas tipo, (imitando a voz de Spader) “De qualquer forma, Bobby, o verdadeiro amor romântico é … bem, eu estou nele. Você estava dormindo? Você se importa se eu me sentar? ” Ele é apenas o James. Ele está entrando e fazendo essa coisa de Shakespeare jazzy, e você acredita que alguém que tem muita personalidade e muita sagacidade e essa capacidade muito emotiva é uma ameaça. Isso é o mais importante.

Você fez cenas com ele usando os Captores de Movimento, com um rosto gigante do Ultron suspenso a uma altura de três metros  acima de seu rosto. Isso foi surreal?

Honestamente, não mais surreal do que o que acontece em qualquer um desses filmes. Age Of Ultron é como o princípio e um fim. No roteiro há um monte de referências a isso – é o fim do começo, o começo do fim (momento para refeltir) – e, honestamente, o que eu mais gostei de presenciar e fazer foi, ficar em Shepperton e em Richmond perto da casa de Hemsworth, sair com James e conhecer Aaron Taylor-Johnson e todos esses novos membros do elenco, é uma loucura. É simplesmente incrível o que ocorreu e como parte do maquinário de entretenimento popular se tornou. Tornou-se o padrão de ouro do gênero nos cinemas, e é apenas um monte de pessoas talentosas e muito legais, que vão coçar a cabeça, mas irão arregaçar as mangas e dizer: “Ok, não vamos levar isso muito a sério mas vamos continuar a tomar esta tão a sério como nós fizemos quando fomos perguntar se devemos participar da festa “.

Como alguém com um grande filme do Homem de Ferro em seu currículo, mas também um não-tão-grande filme do Homem de Ferro em seu currículo, o que isso lhe ensinou quando você está indo em mais um enorme seguimento como este?

Você nunca quer se apoiar em coisas que você fez, sabendo que ele era como um pára-quedas de back-up, você não quer fingir que não há um back-up para o pára-quedas de back-up (?). E a abordagem de ontem não necessariamente funciona hoje. Isso é o que eu realmente gosto. Como você faz isso? Como é que você nunca fez isso? Como você fez isso antes, e como é que você vai fazer isso da próxima vez? Eu acho que, em última análise, tudo se resume à própria auto-depreciação de Mr. Whedon, que é mais exigente em si mesmo do que ele poderia ser com qualquer outra pessoa. Mas ele é específico e no comando e eu o encontrei para se divertir um pouco mais dessa vez, ao mesmo tempo mantendo-se a um padrão mais elevado. Você não pode fazer a mesma coisa, só que menor, não tão legal. Há outra armadilha – onde, “Tudo é maior! Melhor! Sabe quantos gigabytes foi utilizado na sequência de abertura? Quantos terabytes?” Em última análise, tudo se resume a isso.

Joss disse que não vai fazer os próximos dois filmes dos Vingadores. Você vai sentir falta dele?

É engraçado, ninguém nunca vai embora inteiramente do universo Marvel. Tenho certeza de que tudo o que está acontecendo em dez anos, se eu estou recebendo um centavo vermelho ou se alguém ainda me associa com o produto, sempre terá um nível, mesmo que ninguém da equipe original esteja lá, onde você está conectado. Mais do que eu iria sentir falta dele, eu seria negligente em dizer que estes são shows colossais, por isso é importante para Joss em tirar toda a alavancagem que ele ganhou e aplicá-lo em outra coisa. Em última análise, ele é um criador, e eu acho que o que ele fez é muito comum, uma coisa que já existia tornando-o em outra completamente diferente, como se fosse uma nova criação.

Vamos falar sobre o filme em si. Tony cria Ultron por uma boa razão, apenas para ter tudo isso saindo do controle – e não é a primeira vez que o excesso de confiança de Tony o deixou em apuros.

Curiosamente, o outro lado é irônico. A coisa que eu estou tentando criar foi para parar tudo isso. Olha, em alguns aspectos, é apenas um dispositivo. Cada personagem tem que ter algo a ver que faz sentido para configurar. O que eu gostei foi que se tratava de uma nova virada para Tony, sem parecer fora do personagem. O que eu aprecio é que ele está amadurecendo e que ele está se tornando um benfeitor de algo muito diferente do que seu pai jamais poderia ter imaginado. O legado prometido de Homem de Ferro 2, foi realmente realizado de uma forma que eu digo, “Oh, isso é criativo e inteligente e que continua empurrando o amendoim para a frente e é interessante e novo e traz o espaço”. Tony sempre foi interessado em como ele pode trazer mais espaço para si mesmo, sob o pretexto de ter uma psicologia moral e um despertar espiritual da sorte na caverna, mas agora é sobre ser um trabalhador entre os trabalhadores e tentando encontrar seu lugar e voltar à simplicidade de onde tudo começou, que é uma garota que costumava trabalhar para ele tornou-se o seu amor. Isso tem sido uma grande parte do que eu penso dele. Eu acho que Tony é o único cara que realmente, com exceção de quando ele estava realmente tendo uma recaída quando nos encontramos pela primeira vez, está em uma relação de compromisso que ele não vacila por anos e anos e anos. Isso para mim é legal.

Então, não é necessariamente o tipo de relação Criatura e Criador?

Bem, sim. Só que, ao contrário do Dr. Frankenstein, Tony nunca foi de tentar fazer isso. Eu adoro a idéia de que ele pode ter um impulso de fazer o bem, que encontra o seu caminho de volta e se torna algo mais. Toda vez que você jogar os dados com o seu próprio  pensamento, independentemente de sua intenção, essas coisas levam uma vida própria. O sistema de defesa de Ultron que Tony criou é para fazer todo mundo se aposentar e para um cara que ainda tem um monte de mijo e vinagre (oi?) – em Homem de Ferro 3, quando o deixamos ele estava basicamente dizendo: “Você sabe, eu nem sequer preciso do traje. Eu sou apenas um Bad Ass.” Então, o que eu sinto que aconteceu é que ele voltou a si e faz a coisa responsável por todas essas outras pessoas e coloca um teto sobre sua cabeça e tem uma idéia.

É justo dizer que Tony sente muita culpa sobre o que acontece com Ultron? E o que é que a culpa faz para alguém como Tony Stark?

É tão engraçado. Meu material antigo, os 15 minutos não se sustentam mais. E foram uns 15 minutos muito fortes. Você tem que crescer e dizer que não precisa tocar dance music e ter a sala virada de cabeça para baixo. Eu preciso ser fiel ao personagem e eu preciso ser fiel ao que os cineastas e o estúdio estão fazendo com a trajetória de toda este grande rolo compressor. Na medida em que a culpa de Tony, eu acho que é sempre mais difícil quando você tinha um coração puro. Eu acho que essa é a parte difícil. ”Eu não opero como eu costumava fazer. Esta é uma idéia muito boa, você não vê?” Mas ele perdeu alguma coisa. Eu acho que é a culpa de reconhecer que o meu melhor pensamento ainda pode trazer-me de volta a um lugar onde eu gostaria de ter apenas mantido minha boca fechada.

Seu contrato era, inicialmente, para mais dois filmes dos Vingadores. Agora você já assinou contrato para Capitão America: Guerra Civil. Por quê?

Eu sou louco por Evans. Eu realmente sou. Eu não sei por que ou como explicar esse parentesco especial que temos. Falando nisso, ele não me ligou por seis meses. Honestamente, em todo esse novo trabalho, eu fiz a minha parte, Hemsworth chutou para fora do estádio e, em seguida, caiu no Cap. (Se referindo ao sucesso dos filmes) Essa foi a mais arriscada. Ele foi o que apresentou o maior grau de dificuldade em fazê-lo traduzir para um público moderno. Foram os Russos e Chris, eu acho que, realmente atingiu a unidade de linha e venceu a série. Lembro-me de olhar através dele e falando, “Uau, isso é uma forma diferente de se trabalhar”. Eles disseram: “Se nós temos você, nós podemos fazer isso ou Cap 3 tem de ser outra coisa”. É bom me sentir necessário.

Neste ponto, isso deixa de ser sobre os anúncios de contratos, pontos do acordo, a Forbes e tudo isso. E quando soube que Chadwick estava sendo anunciado como Pantera Negra, eu disse, ”Wow, cara, a Marvel está fazendo todos os movimentos certos e eles não estão fazendo isso porque é PC, eles estão fazendo isso porque é emocionante”. Então, por que eu seria o único a dizer, “Eu não vou por esse caminho. Eu não me dou bem com o tecladista ”. Quem se importa? E olha, eu também reconheço que eu vou estar beirando os 50 pelo tempo que eu promover este filme.

O relógio está correndo na quantidade de memórias e de participação que eu iria me permitir e não vou me preocupar com isso agora. E quando eles armaram isso para mim e quando eu tinha um monte de ideias e quando eles disseram que gostaram dessas idéias, vamos fazer. Depois, há toda esta competição também. Eu não faço isso porque eu vejo como uma competição, mas eu olho para o mercado e digo, ”Talvez se essas duas franquias se unissem eu posso levar até mesmo uma posição inferior como um apoio, com as pessoas que eu gosto e diretores que eu respeito, talvez possamos manter as coisas funcionando por aqui um pouco mais do que eles poderiam”.

Parece haver um sentimento de que o personagem de Tony pode ter que ser recalibrado, porém, para a Guerra Civil, e que ele pode tornar-se um antagonista.

Sim. Mais uma vez, é natural mudar seus pontos de vista. A principal coisa para mim é, que eu acho que os Russos são brilhantes e onde Kevin apoiou o jogo, é que tipo de incidente poderia ocorrer e que tipo de quadro poderíamos encontrar Tony? As pistas estão em Ultron sobre onde podemos encontrá-lo em seguida. Mas o que seria necessário para que Tony virasse completamente tudo o que ele representava, entre aspas, porque ele era o cara de direita que ainda poderia fazer sua própria coisa. Quando o primeiro Homem de Ferro saiu os liberais e os conservadores foram ambos como, ”Você é o nosso cara”.

Sim! Ponto! Mas a idéia de Tony ser capaz de marchar até Washington e dizer: ‘eu vou me inscrever’, não teria feito sentido se o clima político no mundo real não tinha mudado a maneira que ele tem. É um pouco de coisas a seguir um contínuo mundo real, há sempre a questão global, que Joss traz à tona o tempo todo ”O que você faria?”– É meio estranho que esses caras teriam todos esses altos e baixos pairando o Planeta Terra e parecia um pouco com o dano colateral acontecendo ali, e ainda quando o filme acabou, é como se ninguém se importasse. Você tem que descobrir, ”Você ia fazer a pergunta, o que o governo americano faria se isso fosse real? Não seria interessante ver Tony fazendo algo que você não pode imaginar?”

Então, você vê Tony como um vilão no filme?

Eu não colocaria dessa forma. Em última análise, é a história de Steve; ela não diz ”Homem de Ferro 4: Guerra Civil”. Eu acho que é muito grande. Eu acho que Chris [Evans], esteve faminto para trazer ainda mais de um lado mais baixo e sombrio para isso. Lembro-me das histórias em quadrinhos – na superfície você tem a sensação de que era um boné de baseball e uma torta de maçã, mas por baixo havia todas essas coisas dizendo que ele era um homem fora do tempo. Ora, nós sabemos que ele fez as pazes com isso. Qual é o maior problema? Ele pode ter um pouco a ver com o passado, mas pode ser alguém se tornando mais modernizado em seu próprio conflito.

A relação de Tony com Visão – o artista anteriormente conhecido como JARVIS – Deve ser interessante. E, curiosamente, mesmo que este é o seu quinto filme na Marvel com Paul Bettany, que é a primeira vez que você vai compartilhar o tempo de tela. Qual foi a experiência de vê-lo como a Visão ?

[Jon] Favreau estava visitando o set e disse,”JARVIS, o que eles fizeram com você?” Eu gostaria talvez de ver Bettany na rua ou em uma festa de estréia, talvez. E o traje? Todo mundo tem que pagar a sua parte. Me lembro sobre Homem de Ferro 2, quando Cheadle saiu no Mark II, é o traje menos confortável, por sua própria admissão, projetado para qualquer filme e ele saiu e parou a festa. Eu olhei para ele, era logo antes do almoço e ele estava usando o traje durante três horas. Eu pensei, ”Pobre Don”, mas você tem que fazer. E para Bettany, que fizeram para ele um visual incrível assim como Ultron, e também me fez lembrar dos tempos em que eu estive em efeitos especiais de maquiagem. A primeira coisa que ele tinha que fazer era pular no final de uma borda em um precipício e se levantar no momento certo, com o vento soprando em seu rosto e olhar direito para a câmera, e 20 outras coisas estavam acontecendo, e foi como, ”Sim, bem-vindo”.

Mas quando Visão chega a expressar e encontrar seu lugar no que diz respeito sério, no campo de jogo, era como um excepcionalmente bem executado, poético mau momento, “Aha!” para todos nós. Joss era muito particular sobre isso de uma maneira diferente do que ele estava com James. Acho que as pessoas estão obtendo um chute de fora das decisões criativas sobre como Visão se encaixa.

Fonte