Produtor cogita convidar Leonardo DiCaprio para interpretar o poeta persa Rumi em cinebiografia e recebe avalanche de críticas

Mais um caso de embranquecimento (whitewashing) está gerando polêmica em Hollywood. Em entrevista ao The Guardian, David Franzoni (roteirista de Gladiador, Amistad e Rei Arthur) revelou que está trabalhando em uma cinebiografia do poeta Rumi e que a ideia dele e do produtor Stephen Joel Brown é ter Leonardo DiCaprio no papel principal e Robert Downey Jr. como Shams de Tabriz, seu mestre e conselheiro.

Shams nasceu no Azerbaijão e Mawlānā Jalāl-ad-Dīn Muhammad Rūmī na província persa de Balkh, atual Afeganistão, mas Franzoni disse que pretende fugir do estereótipo do muçulmano no cinema ocidental, por isso a decisão de fazer um filme sobre o estudioso do século XIII com grandes estrelas de Hollywood. A justificativa não convenceu e a hashtag #RumiWasntWhite (#RumiNãoEraBranco) se espalhou imediatamente. Um abaixo-assinado também está circulando pelas redes sociais.

Com filmagens previstas para o início do ano que vem, a cinebiografia de Rumi vai apresentar suas palavras, além de investigar o encontro com Shams que mudou completamente sua vida. “É um projeto empolgante e desafiador. Rumi é muito popular nos Estados Unidos e o filme o dará um rosto e uma história”, completou Franzoni: “Esse é o nível de elenco que estamos querendo”.

Fonte

Nota do RDJBrazil: Acreditamos que seja difícil, pois a agenda do Robert está um pouco cheia. Com o início das gravações de Homem Aranha: Bem Vindo ao Lar e possívelmente Sherlock Holmes 3 em Outubro.