postagem categorizada como: notícias
Press Conference de Homem-Aranha: De Volta ao Lar em Nova Iorque
26.06.2017

Ontem rolou a Press Conference de Homem-Aranha: De Volta ao Lar na cidade de Nova Iorque em que Robert e o elenco comentaram sobre o filme, a relação do Tony Stark com Peter Parker e sobre a diversidade abordada.

No começo da conferência perguntaram ao Robert como tem sido ver o Universo Cinematográfico da Marvel crescer e expandir até um filme do Homem-Aranha, já que ele está presente desde o começo em 2008 com o primeiro Homem de Ferro, fazendo dele o “padrinho” desse mundo.

Eles deveriam escrever um daqueles livros bem chatos com uma análise de todos os milagres que tiveram que acontecer para que estivéssemos sentados aqui hoje. Tudo isso resultou em algo muito bom. É como o Kevin Feige diz, você precisa ver o filme. Eu vi, eu estava nele um pouquinho, e absolutamente amei.

A Zendaya comentou sobre como ainda parece um sonho fazer parte de um filme tão grande e não sabia quando iria cair na real, e então o Robert disse “quando o número de bilheteria for divulgado, se tornará real.”

Na sessão de perguntas, uma jornalista perguntou ao Robert o que ele roubaria do set de filmagens já que Tom Holland e Jacob Batalon responderam que roubariam o Audi e o relógio do Tony e a Marisa Tomei.

Primeiramente, qual Audi e qual relógio? Eu roubaria o clima do set, era um ambiente criativo e inspirador. E eu roubaria esse momento, quando os criadores descobriram a história do filme e disseram “é isso.'” Porque é isso que você vê nas telas, o resultado final, é por isso que sou um grande fã de filmes e sempre penso “como eles chegaram a isso, como eles conseguem me entreter tão bem?”

Em seguida, fizeram uma pergunta ao Michael Keaton e ao Robert, onde a jornalista se referiu à eles como ‘Senhor Keaton e Senhor Downey’, se eles tinham dado algum conselho aos atores mais jovens do elenco e o Michael brincou dizendo para o Robert “Por que você não me chama de Senhor Keaton? (risos). Mas o que você acha?”

Estávamos falando sobre isso antes, você acorda e todo esse status e experiência parece uma projeção. E eu acho que o que faz o filme realmente funcionar é uma das cenas no carro em que você o quão alto são as apostas com esse filme. Mas também você nunca sabe, tipo “será que o Jon (Watts) gosta da gente? será que ele acha que sabemos o que estamos fazendo?”.  Você sempre tem que manter os pés no chão e sempre começar do zero.

Perguntaram ao Tom Holland como ele diria que o relacionamento do Homem-Aranha com Tony Stark evoluiu desde a Guerra Civil e ele respondeu “Tony realmente se importa com o Peter, e uma das razões de ele não querer que o Peter se torne um Vingador é porque ele não quer ficar com peso na consciência caso algo aconteça com Peter. Então é um vai e vem de ‘Olha, eu sou poderoso o suficiente pra ser um Vingador’ e ele diz ‘Você não está pronto para ser um Vingador’. Então é uma relação engraçada de irmão mais novo e irmão mais velho, pai e filho.”

Também perguntaram ao Robert sobre como é representar um personagem que conecta todos os filmes da Marvel e ver a evolução do Tony Stark entre os filmes.

O que acontece é que essas coisas que me apresentam são muito bem pensadas por pessoas que fazem isso corretamente há muito tempo, e eu meio que só confirmo e depois levo todo o crédito nessas conferências (risos).

E por último queriam saber se parecia que o Robert estava passando a “tocha” para o Tom, já que ele está no Universo Marvel desde o ínicio ou se ele queria fazer esses filmes para sempre.

Eu estou semi-aposentado desde o primeiro Homem de Ferro. A grande coisa sobre a vida é que as coisas boas acontecem e você se infla. Você pensa “Oh meu Deus, eu criei tudo o que está no meu caminho”. E então, as coisas acontecem onde você percebe “ah, tem uma pequena evidência do contrário.” Nesse momento, você volta para, “É bom fazer parte disso.”

Se preparem pois isso foi apenas o começo de muita conferência e premiere que virão pela frente. Vocês podem conferir as fotos do evento em nossa galeria!

 

 

 

postado por Maria Eduarda