A cerimônia do Disney Legends Awards, homenageou muitas das estrelas mais brilhantes da Disney e personalidades notáveis, começando com Fred MacMurray em 1987. Desde então, a The Walt Disney Company homenageou 289 celebridades. Esse ano 11 artistas serão indicados – Wing Chao, Robert Downey Jr., Jon Favreau, James Earl Jones, Bette Midler, Kenny Ortega, Barnette Ricci, Robin Roberts, Diane Sawyer, Ming-Na Wen e Hans Zimmer. Que serão honrados por suas notáveis ​​contribuições para o legado da Disney.

“O Prêmio Disney Legends é a maior honra que podemos conceder. É um reconhecimento de talento, uma celebração de realizações e uma expressão de profunda gratidão aos notáveis ​​homens e mulheres que fizeram uma marca permanente em nossa empresa e em nosso legado criativo”, disse Bob Iger, Presidente e CEO da Disney. “Os homenageados deste ano conquistaram um lugar em nossos corações e em nossa história por suas contribuições significativas no cinema, na televisão e em nossos parques temáticos em todo o mundo.”

Prêmio Disney Legend

Os homenageados receberão uma escultura de bronze da Disney Legends, que significa a imaginação, criatividade e a magia que trouxeram para a empresa. Os ganhadores do Prêmio Disney Legends também participarão de uma cerimônia onde irão marcar suas mãos no cimento (estilo a que os 6 originais fizeram recentemente) no final do evento, e suas mãos serão exibidas na Disney Legends Plaza na sede da empresa em Burbank.

A cerimônia do Disney Legends Awards será realizada às 10h da sexta-feira, 23 de agosto, no Hall D23 do Anaheim Convention Center.

Fonte

Os diretores de Vingadores: Ultimato Joe e Anthony Russo, revelaram No podcast Happy Sad Confused o papel de Katherine Langford em Ultimato. A atriz que estava cotada pra interpretar uma personagem no filme, deixou muitos fãs com duvidas de qual seria o papel dela.

Os Russo explicaram que Katherine Langford gravou cenas como a versão mais velha de Morgan Stark. Mas cena com a atriz acabou sendo cortada da versão final do filme.

“Se você ainda pergunta sobre a cena de Katherine Langford em Vingadores: Ultimato: ela iria interpretar uma versão mais velha de Morgan.”

Veríamos a Morgan Stark assim quando Tony estalasse seus dedos, em sua versão mais velha dentro da joia da Alma, assim como foi com o Thanos em Guerra Infinita encontrando a versão mais nova da Gamora

Há 11 anos atrás, Robert Downey Jr. começava um legado que se estenderia e alcançaria um sucesso inestimável.  E foi em Homem de Ferro que deu a ele não só seu papel mais icônico como também rendeu mais de US$ 20 bilhões (e contando) com a criação do Universo Cinematográfico da Marvel.

Joe e Anthony Russo os diretores que trabalharam com Downey em “Capitão América: Guerra Civil”, “Vingadores: Guerra Infinita” e o agora em “Vingadores: Ultimato”, dizem que a Academia deveria finalmente reconhecer Robert por seu trabalho na Marvel Studios. Mesmo que isso signifique superar o aparente preconceito contra atores em filmes de super-heróis.

“Seu trabalho cumulativo desses filmes é impressionante”, disse Joe Russo, ao promover o recorde de Ultimato esta semana em Washington. “Se você olhar para o trabalho dele nos últimos quatro filmes da Marvel, é fenomenal.  Ele merece um Oscar talvez mais do que qualquer outro nos últimos 40 anos por causa da maneira como ele motivou a cultura popular “.

No mesmo ano, em 2008, Robert já tinha recebido sua segunda indicação ao prêmio pelo filme “Trovão Tropical” na qual ele foi ator coadjuvante. Sua primeira indicação foi por seu papel no filme “Chaplin”.  Mas apesar de elogios recebidos por seu trabalho no papel do gênio Tony Stark, Robert nunca foi reconhecido pela academia.

Assim como outros 17 atores ganhadores do Oscar que também tenham apareceram no Universo Cinematográfico da Marvel, nenhum ganhou por seu trabalho no Studio. Além deles, uma variedade de indicados ao Oscar que também trabalharam para a Marvel, não receberam nenhum reconhecimento.

Os primeiros filmes de “Homem de Ferro” dependiam fortemente do carism e da fala rápida de Downey. Mas um dos benefícios de “Vingadores Ultimato”, é que os diretores conseguem deixar que as cenas de diálogo emocional respirem entre as batalhas. E como o personagem de Robert recebe um arco texturizado envolvendo várias gerações da família, o ator consegue transpassar as emoções aos espectadores aparentemente sem esforço.

Como algumas de suas cenas, “é de partir o coração”, disse Joe Russo. “Ele tem o mundo em lágrimas agora.”


“Ele tem um processo muito envolvido – um processo mais complicado do que qualquer ator com quem já trabalhamos”, disse Anthony Russo. “Ele se aprofunda e trabalha mais que qualquer um. Downey realmente anda uma milha a mais para tudo – é como se tudo o que ele estivesse fazendo fosse algo extremamente especial”.

Além das duas indicações de Robert, outros atores que interpretam os Vingadores têm visto uma grande diferença ao entrar em uma franquia de super-heróis. Mark Ruffalo foi indicado a três Oscars na última década, mas nenhum pela sua carreira como Hulk. Scarlett Johansson foi indicada para quatro Globos de Ouro desde ” Encontros e Desencontros ” de 2003, mas nenhuma desde que assumiu o papel da Viúva Negra, começando com “Homem de Ferro 2” de 2010.

Joe Russo observou que a Academia passou a ver o entretenimento popular de forma diferente, em comparação com o passado de Hollywood.

Visto que filmes como Ben-Hur, Golpe de Mestre, Poderoso Chefão, e Rocky já levaram várias indicações inclusive ganhado como Melhores Filmes.

“Parece que agora há um preconceito contra o cinema popular”, continuou o cineasta. “De certa forma, isso é um pouco triste.”

Lembrando que essa tendência pode estar mudando, aos poucos visto que na premiação desse ano “Pantera Negra” recebeu sete indicações ao Oscar, e ganhou três troféus.

Fonte