Como foi dito na Comic Con deste ano, que ocorreu em San Diego, o diretor Shane Black mencionou que nem ele, nem qualquer membro da equipe estaria se dirigindo para a China para filmar mais uma parte do filme. Tanto é que antes e durante á época da Comic Con, nada foi anunciado sobre atores chineses fariam parte do elenco. Surgiu uma dúvida então, a produção do filme terá material suficiente para as últimas semanas de gravação para justificar a ”co-produção” o financiamento que concede os incentivos da China para o filme.

Há também a questão do mandarim, o vilão do filme, que é  inequivocamente chinês nas histórias em quadrinhos, mas cuja etnia tem sido obscurecida no filme, a fim de apaziguar os censores chineses. Tem havido alguma dúvida se isso realmente vai funcionar, ou se a China exigiria um corte diferente do filme  para minimizar o Mandarim, relegando-o a apenas um de uma série de vilões.

Mas uma nova entrevista com o produtor Dan Mintz, (que já mencionamos aqui) o CEO da Entertainment Pequim DMG que organizou a co-produção de filmes como Homem de Ferro 3 e Looper, garantiu ao The Hollywood Reporter, em uma entrevista que é muito alvoroço por nada.

Esses chineses, já deu o que tinha que dar, cada hora eles arrumam um impasse. De qualquer jeito as gravações vão SIM pra China no final do ano.

Fonte