As técnicas de efeitos visuais que foram usadas para criar uma versão jovem de Tony Stark estão agora a serem usadas rotineiramente para dar aos atores face-lifts digitais.

Robert Downey Jr. retorna como o atual Tony Stark no filme da Disney e da Marvel Capitão América: Guerra Civil, mas os fãs do Downey podem se preparar para sentirem uma onda de nostalgia, quando, em um flashback, ele aparece na tela muito mais jovem, parecido com os filmes que ele fez nos anos 80, como em Abaixo de Zero, de 1987.

O versão adolescente de Tony Stark foi criada por artistas no Lola VFX utilizando os mais recentes truques digitais. A empresa ganhou uma reputação por este trabalho, tendo também “desenvelhecido” o personagem de Brad Pitt em O Curioso Caso de Benjamin Button (um filme que ganhou um Oscar por seus efeitos visuais). A Marvel também possibilitou criar uma versão mais nova de Michael Douglas em Homem-Formiga.

Para a cena em Guerra Civil, o processo foi iniciado durante a produção de encenação com Downey. “Em vez de substituir completamente o ator com um dublê digital, este método nos permitiu a manter o desempenho e nuances do ator,” Trent Claus, supervisor de efeitos visuais da Lola VFX, diz ao The Hollywood Reporter. “Então começamos a ajustar as filmagens de Tony Stark no set através de composição digital.”

Esse processo é semelhante ao uso de Photoshop em uma imagem parada. Diz Claus: “É um processo semelhante ao Photoshop que usa algumas ferramentas parecidas, mas ao contrário do Photoshop que é feito em uma única imagem, temos 24 quadros de filmagem por segundo.”

“Cada característica do rosto e do corpo precisava ser abordados de alguma maneira”, diz ele do trabalho em criar o Tony jovem. “Uma coisa que acontece com todos nós é que a pele do rosto diminui gradualmente em certas áreas, e precisa ser ‘levantada’ de volta para onde ela estava na idade em questão. Mas outras mudanças são extremamente sutis, como o aumento na forma que luz reflete o brilho da pele, uma redução no aparecimento de pequenos vasos sanguíneos sob a superfície de algumas partes da face, ou mais do fluxo de sangue nas bochechas, dando assim um toque juvenil, aquele ‘brilho’.”

“Desenvelhecer” um personagem por um período de 25-30 anos pode afetar a textura da pele e a pele pode envolver características como a estrutura óssea ou a postura, Claus explica. “Além disso, quando se trabalha com a aparência de um ator conhecido como Robert Downey Jr., há a pressão adicional de trazer a vida a aparência jovem que o público se lembra”, diz ele. “Neste caso, analisamos a filmagem do Sr. Downey com a idade aproximada que queríamos, que era na época do filme Abaixo de Zero [quando Downey estava nos seus 20 anos].”

A cena em particular também foi um desafio devido à sua extensão e porque envolvia um close-up. Diz Claus: “A cena foi quase de 4.000 quadros de extensão, com Tony Stark girando de um lado para o outro várias vezes, fisicamente interagindo com outros atores, e o próprio set, movendo-se cada vez mais perto da câmera, sem interrupção.”

Fonte