O maior filme deste ano, Vingadores: Ultimato está prestes a voltar aos cinemas com trechos inéditos antes do lançamento do novo  filme do Homem Aranha, mas em breve, poderemos adquirir uma versão física ou digital repleta de bônus e cenas extras para assistir em casa.

ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ

A Marvel anunciou as datas de lançamento do longa, que chegará mundialmente em formato digital no dia 30 de julho e a versão Blu-ray dia 13 de agosto

ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ

Como já é esperado, os lançamentos digitais e Blu-ray estão repletos de extras, e com Ultimato não seria diferente, confira a lista de conteúdos que serão disponibilizados nas versões física e digital:

ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ

Exclusivamente no formato digital:

• Curta do Capitão América e Peggy Carter – One Last Dance

ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ

Blu-Ray e digital:

• Relembrando Stan Lee: Elenco e equipe honram o legado de Stan Lee com uma retrospectiva de suas aparições nos filmes

ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ

• Curta sobre a escalação de Robert Downey Jr. em Homem de Ferro

ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ

• Curta sobre a evolução do Capitão América

ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ

• Curta e sobre a jornada e os desafios da Viúva Negra

ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ

• Curta sobre a empreitada dos Irmãos Russo na direção de dois dos maiores filmes da história cinematográfica

ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ

• As mulheres do MCU: Mulheres compartilham como foi se unir na batalha épica

ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ

• Bastidores da criação do novo visual do Thor

ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ

• Seis cenas deletadas: “Goji berries”, “Bombas à bordo”, “Pior exército da galáxia”, “Você costumava morar aqui”, “Tony e Howard” e “Vingadores se ajoelham”

ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ

• Erros de gravação

ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ

• Introdução dos irmãos Russo Comentário em áudio dos diretores Anthony e Joe Russo e dos roteiristas Cristopher Markus e Stephen McFeely

Fonte

Em entrevista a Empire Magazine, os diretores Anthony e Joe Russo, e os roteiristas de Vingadores: Ultimato, Christopher Markus e Stephen McFeely, falaram sobre as principais revelações, reviravoltas, mortes e muito mais. Confira abaixo 7 revelações sobre Tony Stark:

Robert Downey Jr improvisou aquela cena com o Capitão América

Quando Tony Stark é salvo pela Capitã Marvel, sua rivalidade na Terra o deixa cara a cara com Steve Rogers pela primeira vez desde sua confusão em Capitão América: Guerra Civil – e é justo dizer que Stark ainda guarda rancor, vemos isso quando ele chama Rogers de “mentiroso”. É uma fala que veio do próprio Robert Downey Jr.

“Acho que esse foi um dos momentos mais inspirados de Downey no filme”, diz Anthony Russo. “Ele tem seus motivos pra isso, ele é o cara que se sentiu abandonado por seu pai – você pode ver seus problemas de intimidade e confiança no momento em que ele se dirige ao Capitão. Downey realizou a cena com muita energia. Nós não fizemos isso muitas vezes, porque ele estava gostando tanto, tanto, que resolvemos manter”

Tony Stark poderia ter visitado Asgard

Uma vez decidida a viagem no tempo, os escritores tinham a tarefa de descobrir a quais eras do MCU (Universo Cinematográfico Marvel) os heróis retornariam – a ideia inicial era enviar o Homem de Ferro a um dos outros Nove Reinos.

“Tecnicamente em Thor: O Mundo Sombrio, o Tesseract está no cofre, pois o Aether também está lá”, diz McFeely. “Então, isso mandou Tony para Asgard, e ele tinha um terno furtivo invisível, e ele lutou com Heimdall, que poderia, claro, vê-lo. Eu acho que Joe [Russo] entrou e disse: ‘Por que não vamos para o primeiro Vingadores? É o maior filme, é o mais divertido, vamos nessa’”.

A Marvel não insistiu na morte do Tony, foi uma escolha do Robert

No final de Ultimato, o personagem que deu início ao Universo Cinematográfico Marvel não existe mais – Tony Stark se sacrifica para acabar com Thanos de uma vez por todas. É uma maneira muito pesada de encerrar um arco de 22 filmes. Mas enquanto faz todo o sentido como um fim lógico para o Homem de Ferro original, a morte de Stark não foi insistida pelo estúdio.

“A Marvel como um todo disse: ‘Achamos que esse pode ser o momento [para Tony morrer], mas se você tiver uma boa razão para não fazê-la, sinta-se à vontade – faremos o que for necessário’”, diz Markus. “Mas realmente pareceu, particularmente com o que Tony experimenta após a pausa de cinco anos – que ele se casou, teve uma filha e está vivendo uma vida muito saudável e pacífica pela primeira vez, e ele teve cinco anos completos de surpresas. – que não havia mais onde ele precisava ir. Este era um cara que tinha feito sua jornada completa, até o fim, tinha experimentado uma completa reabilitação de seu personagem no primeiro Homem de Ferro.”

Era lógico que a morte do Tony seria relacionada ao estalo de dedos

Embora a morte trágica de Stark não tenha sido decretada pela Marvel, a conclusão lógica de Ultimato levou naturalmente à eventualidade de que o Homem de Ferro seria o único capaz de matar Thanos e pagar o preço final por isso.

“Sabíamos que um novo estalar de dedos teria que desfazer o que Thanos fez – parecia apenas uma maneira equilibrada de abordar a narrativa”, explica Joe Russo. “Todas essas questões se tornam lógicas. Quem tem o conhecimento técnico para criar algo que possa segurar as jóias? Seria preciso um gênio como Tony Stark para descobrir isso. Ele usa a nanotecnologia porque o Hulk tem que colocar a manopla, o Thanos tem que colocar a manopla, o Tony tem que colocar – um tamanho único. Isso tudo faz parte do plano triste do Doutor Estranho, manter Tony vivo no final de Guerra Infinita, para que ele pudesse morrer depois salvando a todos. Nós sentimos que havia uma quantidade incrível de tragédia nisso.”

Foi escolha do Robert que Tony Stark morresse em silêncio

Um dos super poderes de Tony Stark era a sua boca – disparando gracejos e frases curtas impactantes. Mas quando chega a hora de ele morrer, ele não pronuncia uma única palavra, uma escolha que veio do próprio Robert Downey Jr.

“Robert ficou tipo: ‘Eu não vou dizer nada. Não quero falar porque não me parece honesto. E eu não achei que naquele momento ele teria a capacidade de falar “, revela Joe Russo. “Ele estava tipo, ‘eu vou ficar aqui, e você pode deixar rolar com os outros personagens, mas eu mal vou interagir porque isso parece uma escolha verdadeira para mim’.” E os diretores concordaram com a idéia. “Para ter um personagem com tanta dor, à beira da morte, foi importante para nós criar a sensação de que, quando você olhava pro Tony naquele momento, sabia que ele estava morrendo, e você teve que processar aquilo naquele momento”, acrescenta Anthony.

O sacrifício de Tony muda a ênfase do final de Guerra Infinita

Em Guerra Infinita, aprendemos que as chances de os Vingadores derrotarem Thanos são quase impossíveis – Doutor Estranho, vendo onde os heróis mais poderosos da Terra triunfam. E agora que sabemos que é o sacrifício final de Tony Stark para derrotar Thanos. “Cumberbatch faz uma longa pausa, e você sabe que ele está olhando para o Tony, e ele faz: “Um”, e na hora você entende o que ele quer dizer, “Você tem que morrer – não há outro jeito”, diz McFeely.

Os personagens que morreram, permanecerão mortos. Não há previsão de reboot

Parte do ciclo de vida dos filmes de quadrinhos, é a eventual reinicialização (reboot) – os personagens icônicos só permanecem mortos por tanto tempo por que uma nova “encarnação” vai acontecer. Mas de acordo com os escritores, esse não é o caso aqui. Não espere ver um novo Tony Stark ou Steve Rogers em breve.

“É a natureza do MCU”, argumenta Markus. “Não é um lugar onde você pode reiniciar um personagem e de repente o Homem de Ferro está com 15 anos de idade e todo mundo ainda tem a mesma idade. Os personagens têm que sair de cena, e o universo ainda tem que ficar de pé. Então, se você vai tirar as pessoas do tabuleiro, isso precisa acontecer de verdade.”

A temporada de premiações ainda não terminou, em Junho desse ano ainda teremos o MTV Awards, e já era de se esperar que Vingadores: Ultimato e nosso querido Robert seriam indicados. Confira abaixo as categorias

MELHOR FILME
Vingadores: Ultimato
Infiltrado na Klan
Homem-Aranha: No Aranhaverso
Para Todos os Garotos que já Amei
Nós

MELHOR HERÓI
Brie Larson (Carol Danvers/Captain Marvel) – Capitã Marvel
John David Washington (Ron Stallworth) – Infiltrado na Klan
Maisie Williams (Arya Stark) – Game of Thrones
Robert Downey Jr. (Tony Stark/Homem de Ferro) – Vingadores: Ultimato
Zachary Levi (Billy Batson/Shazam) – Shazam!

MELHOR VILÃO
Jodie Comer (Villanelle) – Killing Eve
Joseph Fiennes (Fred Waterford) – The Handmaid’s Tale
Josh Brolin (Thanos) – Vingadores: Ultimato
Lupita Nyong’o (Red) – Nós
Penn Badgley (Joe Goldberg) – Você

MELHOR BRIGA
Vingadores Ultimato – Capitão América vs. Thanos
Capitã Marvel – Capitã Marvel vs. Minn-Erva
Game of Thrones – Arya Stark vs. os Caminhantes Brancos
A Juíza – Ruth Bader Ginsburg vs. Desigualdade
WWE Wrestlemania – Becky Lynch vs. Ronda Rousey vs. Charlotte Flair

Só que existem um porém, a votação não está disponível aqui no Brasil, então temos duas opções para conseguir votar, uma delas é o VPN que fará com que a sua localização seja alterada para os Estados Unidos, segue: Computador e Celular . Habilite o VPN e comece a votar!

A outra opção é só pra quem possui Twitter, o perfil da MTV Awards disponibilizou a votação via DM, basta clicar nesse link e a página irá enviar algumas perguntas sobre quem você irá votar, é só clicar nas opções e já conta como voto. O problema é que só podemos votar uma vez =/

O MTV Awards será exibido no dia 17 de Junho (Segunda Feira) as 10h30 horário de Brasília. A premiação será apresentada por Zachary Levi, o Shazam.