Entre as muitas coisas que um grande Chef tem que dominar, é aprender a cozinhar sobre pressão, cronometrando cada ingrediente para que o prato saia perfeito. De certa forma, Jon Favreau é como um grande chef, equilibrando sua carreira de escritor, diretor e ator. O diretor está a menos de 50 dias do lançamento de seu remake de ‘O Rei Leão’, sua participação em ‘Vingadores: Ultimato’ e no próximo ‘Homem-Aranha: Longe de Casa’, mas ele não parou por ai. Encontrou tempo para produzir um outro empreendimento – uma nova série de culinária chamada “The Chef Show“.

Favreau se entusiasmou com seu amigo e colaborador Roy Choi, explicando que depois de filmar “Chef” (disponível na Netflix), ele continuou a cozinhar por conta própria como um hobby, mas ele estava procurando maneiras de continuar sua amizade com Choi. No trailer da série, a convidada Gwyneth Paltrow descreve esse período de tempo “como se estivesse sendo despejada”.

Então, ao invés de abrir um restaurante juntos ou fazer uma sequência do filme (já que eles sentiam que o filme funcionava como um standalone), Favreau teve uma idéia. Quando ele estava indo para Atlanta para começar a trabalhar em “Homem-Aranha: De Volta ao Lar” de 2017, com Tom Holland e Robert Downey Jr, ele chamou Choi para pedir a ele que se juntasse ao grupo na Geórgia.

Entre os convidados da série estão: Gwyneth Paltrow, Robert Downey Jr, Tom Holland, Kevin Feige, e os diretores Anthony e Joe Russo.

“O elenco da Marvel, que é uma família, há mais de uma década. Então, quando somos só Robert e eu, temos toda essa experiência compartilhada do que passamos. Eu não acho que eu já vi ele cozinhar muitas coisas “, disse Favreau sobre Downey.

Quando perguntado sobre a campanha que estão fazendo para Robert Downey Jr ganhar o Oscar por seu desempenho em Vingadores: Ultimato, Jon Favreau comenta:

“Ele tem o meu voto, com certeza”, declarou Favreau. “Eu acho que ele foi capaz de descobrir e explorar as dimensões do personagem ao longo de muitos filmes, ele deu o seu próprio toque. Mas eu tenho que dizer que, se você olhar, especialmente como começou e como terminou em suas performances entre o primeiro filme e “Ultimato”, houve um arco realmente pensativo para o personagem, tanto em sua performance quanto em como todos os cineastas contribuiram para esse personagem”

Ele continua: “Fico feliz por ter feito parte disso e estar lá por aquelas cenas significativas como ator, mas também por estar lá como amigo, e vê-lo explorar profundamente as coisas através de um personagem [quando] você normalmente não tem essa oportunidade. E ele aproveitou ao máximo.”

“The Chef Show” já está disponível na Netflix, não percam 🙂

Variety

Robert Downey Jr. palestrou na conferência de imprensa da Amazon Re:Mars em Las Vegas, para anunciar o lançamento de uma nova organização que está comprometida em usar tecnologia avançada para o bem do meio ambiente. A Coalizão de Pegada, como é chamada, está programada para ser oficialmente lançada em abril de 2020.

“Entre a robótica e a nanotecnologia, poderíamos limpar o planeta de forma significativa, se não totalmente, em 10 anos”, disse Downey Jr., informando que recebeu esses insights há algumas semanas de especialistas. “Deus, eu amo especialistas. Eles são como a Wikipedia com defeitos de caráter ”, ele brincou durante sua palestra.

O anúncio veio depois de 20 minutos de conversa sobre inteligência artificial, o Universo Marvel, a carreira de Downey Jr. e a evolução de seu personagem Tony Stark, que contou com participações de Alexa, assistente de IA (Inteligência Artificial) da Amazon, bem como Matt Damon, que se juntou via vídeo.

Robert não compartilhou nenhum detalhe sobre como a organização irá atingir seu objetivo, mas disse que mesmo o resultado sendo pequeno, será a coisa mais importante que ele já fez. Um site para o projeto foi ao ar depois que ele deixou o palco, mas atualmente apresenta pouco mais do que um formulário de inscrição no boletim informativo.

Ao longo de sua palestra, Robert caracterizou a IA (Inteligência Artificial) como um avanço tecnológico significativo que lhe deu esperança – apenas para admitir que ele também se viu alarmado com o estado do ambiente. “Eu tenho essa sensação silenciosa de crise”, disse ele, admitindo que contribuiu mais do que outros para a crise climática. “Eu sou um colosso de pesadelo da pegada de carbono de um homem.”

Esta não é a primeira vez que Robert leva a IA (Inteligência Artificial) e outras tecnologias avançadas além do papel do seu personagem da Marvel, Tony Stark. Juntamente com sua esposa Susan Downey, Robert também produziu uma série de documentário, com uma hora de duração, anunciada pela primeira vez há um ano, pretende explorar a IA (Inteligência Artificial) e o impacto que ela terá na vida das pessoas.

Variety

Robert Downey Jr irá estrelar o filme “A Viagem de Dr Dolittle”, baseado no personagem clássico que pode falar com os animais. Stephen Gaghan, que recentemente dirigiu o filme de Matthew McConaughey “Gold“, dirigirá o filme a partir de seu próprio roteiro. Tom Shepherd escreveu um esboço anterior.

O estúdio, que adquiriu o projeto após uma guerra de licitação aquecida, montou “A viagem do doutor Dolittle” com os produtores Joe Roth e Jeff Kirschenbaum ao lado de Susan Downey para a Team Downey. Gaghan ganhou o Oscar de Melhor Roteirista para “Traffic”, e escreveu e dirigiu “Syriana”. Ele também recebeu um Emmy Award por um episódio de “NYDP Blue”.

Nota do RDJBrazil: Estamos um tanto preocupados com esse novo projeto, pois o que sabemos de Dr Dolittle é o que foi mostrado nos cinemas com o Eddie Murphy, aquele filme infantil de comédia…sem graça! Fomos pesquisar um pouco sobre esse livro que será adaptado para o cinema e, bem…a preocupação diminuiu um pouco. Pelo que vimos na internet, o livro tem a escrita voltada para um público mais maduro, mas que também serviu de inspiração para os filmes do Dr Dolittle. (Vamos torcer)

Fonte: Variety